RESENHA: Alice is Dead

by - julho 07, 2014


Olá pessoal, saudações. Como vocês estão? Eu estou ótima! Recentemente recuperei meu hábito de leitura, de modo um tanto forçado pois foi para um trabalho de escola - vou explicar sobre ele na próxima postagem - mas que realmente me trouxe alguns momentos bons e promete muito mais. Essa postagem é sobre a minha fanfic preferida: Alice is Dead. Quem me conhece sabe que eu sou uma fã adoidada do clássico Alice in Wonderland, tendo como filme preferido sua versão de 1951, a animação feita pela Disney.

Comecei a ler essa fic no ano passado, mas como eu disse, havia perdido meu interesse pela leitura. Voltando ao mundo das fanfics, terminei de lê-la, ou pelo menos li até o ponto em que as autoras deixaram de escrever, pois a fic está abandonada a mais de um ano. É um desperdício, uma história tão boa merece continuidade e reconhecimento. Parece ser bem óbvio ser for olhar pelo título, mas a história é bem mais que isso. 

Sinopse: A Alice original fora morta misteriosamente e depois disso Lewis Carroll (Deus de Wonderland) permitiu que a cada século uma nova Alice (que pode ser Homem ou Mulher) e outros entrassem em Wonderland e tentassem descobrir quem é o verdadeiro assassino entre eles em troca de poderem voltar para a sua casa e terem suas memórias de volta, isto é, se eles não morrerem no caminho.

Os quatro primeiros capítulos (não estou contando com o prólogo) foram de apresentação dos personagens. Se está pensando em uma ficha técnica formal, pode tirar essa ideologia brega de sua cabeça, porque Alice is Dead tem ação e sangue até você não querer mais.

A história por trás de cada personagem é bem misteriosa e aborda assuntos polêmicos como assassinatos. Meus personagens preferidos são Waru e Yuwaku, e são eles que vou usar para apresentar um pouco da história para vocês: eles são gêmeos de catorze anos que viviam em um orfanato, se lamentando por não serem adotados, que nem mesmo a morte os queria. Eles eram lindos por fora, mas por dentro eram podres... se alimentavam de outras pessoas.

Depois de devorar algumas criancinhas que sequestraram na floresta, levaram seus corpos até uma grande e oca árvore onde costumavam jogar os resíduos de "comida", ao adentrarem a árvore pelo buraco da mesma, eles começaram a andar sem ver o fim e acabaram caindo, indo parar em Wonderland porém sem suas memórias.

Cada personagem que vai para Wonderland perde a sua memória e acaba virando algum personagem do conto original de Alice e cada um recebe um misterioso animal com o qual conseguem manter contato telepático e até mesmo transforma-los em humanos ou armas, que são utilizadas em suas batalhas com seus inimigos. Quando um personagem morre, seu animal também morre; entretanto se um animal morre, não existe a certeza que o dono também morrerá.

E aí, se interessou? Você pode ler essa fanfic clicando aqui. Como eu disse, as autoras não atualizam a muito tempo e pode até ser que não voltem a atualizar, mas vale a pena ler. Até a próxima postagem, onde vou falar um pouco sobre o meu trabalho de férias.

Veja também:

1 comentários

  1. Adorei a ideia da autora, porém pelo que vejo os banhos de sangue não são tão bem elaborados. Eu gosto de textos (nunca li fics) com banhos de sangue, mas quando eles são bem pensados. Por exemplo Os Instrumentos Mortais. Tem um banho de sangue a cada dez páginas, entre elas sempre tem alguém sujo de sangue ou sangrando. A ideia foi ótima, a elaboração não. E ás vezes essas coisas acontecem ao contrário. Mesmo assim, adorei a indicação.
    photo-and-coffee.blogspot.com

    ResponderExcluir