4Minute lança todo o ódio contra o ex-boy magia em Hate


Estou atrasada para essa postagem, mas como dizia aquele ditado "antes tarde do que nunca". Depois de tacar fogo em todos os fãs de K-POP com o hit de 2015, "Crazy", o 4Minute resolveu atacar de novo com o estilo de meninas malvadas que estão 100% nem aí para o que você pensa delas.


O primeiro minuto de música parece ter sido descartado de algum álbum da Lana del Rey, até o visual do MV remete a alguma coisa que ela tenha lançado anteriormente. Prefiro deixar de lado tudo o que tenha vindo antes da parte da Sohyun (linda, maravilhosa, toda poderosa com essa franja de Chitãozinho) e fingir que a música começa por ali. Aquele gritinho seguido do maior pancadão anos 2000 veio para destruir qualquer um que ousar chegar perto delas.

A letra do refrão é basicamente um "eu te odeio e não preciso de você", mostrando quem é que manda e pisando na cara do vacilão. Mesmo depois quando a vibe volta a ficar mais parada, a música não perde seu nível e continua tendo um equilíbrio bacana, mas aquela parte lenta após o segundo refrão foi um completo desnecessário na minha opinião. O que vale a pena mesmo nos trechos lentos é a cenografia maravilhosa. O diretor desse MV está de parabéns.

Gayoon del Rey

Uns anos atrás o k-pop começou com essa frescura de fazer um refrão que não tem definitivamente nada a ver com o restante da música. Na maioria das vezes, ele fica uma bela porcaria que acaba estragando todo o resto, pelo menos o 4Minute inverter isso e fez um refrão bom - ao meu ponto de vista, já que adoro uma música farofenta e prefiro passar longe de baladas.

Sem contar que música falando sobre ex tem que seguir o estilão "queridinho, eu estou bem melhor sem você", né? Solte tudo, xingue mesmo, dance loucamente e deixe o choro para a especialista em músicas deprês, dona Ailee. Outra que é 4Minute, ninguém merece ver a HyunA (aka rainha do sensualismo) descendo as lágrimas por macho. Tem mais é que bancar a gangster mesmo.


E realmente espero que o grupo continue nesse conceito mais voltado pro baile de favela, por muito tempo fiquei afastada delas por não gostar do que elas estavam lançando, mas Crazy marcou a volta das garotas naquilo que elas são boas: destruir forninhos enquanto rebolam até o chão. 

Devemos concordar também que o pop coreano estava precisando de um nome feminino forte para o lado hip-hop da força. Temos as meninas que arrasam sendo fofas, as inocentes, as sensuais, as divertidas, as retrôs... com o sumiço do 2NE1 e falta de vontade da YG em dar um comeback para elas, a vaga para "as maluqueiras" acaba ficando meio vazia, 4Minute voltando às raízes é uma boa para todo o estilo musical e mesmo para a carreira delas.


Arrasaram, monas!

Veja também

11 comentários

  1. hohohohoho adooooorooo *O*
    Não sabia dessa música!

    http://meubaudeestrelas.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/blogmeubaudeestrelas/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoroooooooo! Foi lançada dia 31 de janeiro, é bem recente e ainda dá pra pegar a folia do lançamento, tá muito boa, né? <3

      Excluir
  2. Quando eu vi o MV fiquei... ai mãe, aquela batida fica na cabeça cada vez que chega aquela parte do "GO GO GO" eu começo a dançar e já não paro o resto da música XD
    Outra coisa que me espantou foi quando fui à procura dos lyrics e vi lá que o Skrillex tinha tido "uma mãozinha" naquilo, não sei se é verdade mas estou inclinada para acreditar que sim >.<

    Unicorns & Chill
    União dos Blogueiros Geeks
    [Fórum] Infinity Geek

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade sim, teve muitos dedos do Skrillex nessa música, ele está começando a trabalhar com artistas de kpop agora é só está saindo coisa boa disso, ficou muito bom!

      Como disse, eu desconsidero todo o começo da música e só passo a curtir mesmo depois que começa o pancadão, esse "go go go" dá início a quase que uma outra de tão diferente que fica, mas é uma mudança muito positiva!

      Obrigada pelo seu comentário, beijos. ♡♡♡

      Excluir
  3. Hyuna diva divosa maxima...
    Eu gostei muito do clip que produção toda é essa, arrasaram. Adoro o estilo delas esse tambem é o meu favorito até gosto das meninas do girls generation mas pra mim 4minute, f(x) e 2ne1 [sumidas, voltem] são meus favoritos..

    Na primeira vez que ouvi o refrão achei meio confuso, mas segundos depois , sim so segundos, eu tava lá amando... falando nisso indo baixar jaja esta música.
    Bjs, amo suas postagens sobre K-pop
    Otome Game br e +

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A produção do clipe ficou maravilhosa mesmo, né? Tem cenas muito lindas e tudo ficou bem feito, sem contar que a qualidade de vídeo está perfeita.

      Tive que ouvir umas três vezes para conseguir gostar da música, mas acabei viciando depois que o momento de estranheza passou. E obrigada pelo seu comentário super fofo, fico feliz que goste das postagens. <3

      Beijos!

      Excluir
  4. VOCÊ FALOU TUDO QUE TAVA ENTALADO NA GARGANTA!
    A minha preguiça de ouvir girlgroup é porque 90% das músicas são voltadas para aquela coisinha mimimi, que não tem voz e nem força pra mostrar sentimentos. Essa foi uma das razões para eu me apaixonar por 4minute logo que eu ouvi crazy. Tanto eu quando meu amigo, concordamos que elas tinham total atitude e tipo Hate foi perfeita.
    No início da música eu pensei como que ia chegar naquele refrão dos teasers mas pelo amor, na hora que a Hyuna começo com os gayo dela eu olhei OOOOOOOPA o negócio ta esquentando UAHUAHUAHUA

    Cara eu também super quero que 4M continue com os baile de favela porque acho que elas tão dominando legal e as reações dos fãs também estão sendo ótimas o que é maravilhoso porque todas elas tem vozes maravilhosas que precisam ser exploradas botando as verdades pra fora. SOCORR, TO OUVINDO HATE LOUCAMENTE! NAO TO BEM! AI ♥♥♥

    Sekai Bakawaii

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Kpop insiste muito nessa de treinamento, e geralmente acaba colocando pessoas que não tem tanto talento ou força para cantar, dançar ou seja lá o que tiverem que fazer. O 4Minute, por outro lado, é um grupo que é bem forte em todos os esquemas, elas têm uma personalidade maravilhosa, a imagem do grupo como algo poderoso e 100% rainhas do mundo é muito bem passada, ver elas nesse baile de favela todo é até gratificante.

      A música começa a esquentar aos poucos, parece aquelas músicas eletrônicas que tocam em baladas ou coisa do tipo, começa lento, vai melhorando e aí POOOOOOOOW, explode tudo e você não consegue ficar parada. ESSA MÚSICA NÃO SAI DA CABEÇA!!!

      Excluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Oiie!
    Vou ser sincera: ameeii demais tudo nessa música. Do começo lento até o tiro do refrão e o final explosivo também. Pra mim, essa música foi completamente imprevisivel. Porque tipo, começa lentinha e a gente acha que já sabe como vai ser o final da música, mas aí vem o estouro do refrão pronto:é imprevisivel! Ninguém sabe como a musica vai terminar. E foi isso que me fez amar de mais toda a música e o album, que está fantastico, assim como o album de Crazy.
    Sério, eu não encontrei uma musica do Act.7 que eu não tenha gostado. Depois de Hate, Blind é a minha favorita! <3

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii!
      Por mais que eu não tenha gostado muito do começo, acredito que sem ele ou se tivesse sido diferente, a música não teria sido tão boa assim, pois o ponto chave dela foi justamente essa mudança de ritmo que sai lá do deprê bonde e já entra de cara num ultra funk dos anos 90. Eu não ouvi o restante do álbum, mas depois do seu comentário eu com certeza irei escutá-lo!

      Beijos!

      Excluir