Tiffany é a próxima BoA? Alguns fãs estão comentando!


Após a leitura de algumas análises e comentários feitos por fãs a respeito de "I Just Wanna Dance", debut solo da Fany - qual eu também possuo uma -, acabei notando repetidas vezes a mesma observação em diversos textos que, depois de avaliá-lo com certa precaução, concordei em diversos pontos. Como nenhum destes artigos era brasileiro ou ao menos em português, eis aqui minha colaboração para uma crítica (positiva, aliás) que eu não esperava deparar-me com ela tão cedo: Tiffany é a próxima BoA?

Acredito eu que a maioria dos fãs da Fany devam saber que ela é uma grande fã da BoA desde antes de seu debut no Girls' Generation, quando ainda morava nos Estados Unidos. Recentemente, no programa Unni's Slamdunk, ela disse que a razão para ter se saído de sua terra para tornar-se uma cantora na SM foi a própria BoA.

Indo um pouco mais fundo no baú da artista, não é a primeira vez que ela diz isso. Durante o filme produzido pela SM, I AM, Tiffany diz com todas palavras que BoA é seu motivo para ter se tornado uma cantora. Exibindo ainda trechos de um vídeo gravado em 2007, primeiro ano do SNSD em carreira, onde nossa bebezinha americana parabeniza sua ídola pelo seu sétimo aniversário de debut. Um dos vídeos mais fofos que já vi é este da Miyoung limpando a BoA durante um encore do SMTOWN 2010. QUE AMOR!

Após todo esse show de fangirlagem, vamos falar um pouco sobre os comentários depositados na internet. Vi algumas pessoas falarem que a Fany estava parecida, fisicamente falando, com a BoA. Nessa parte eu discordo não discordando, são apenas alguns ângulos que dão essa impressão (que ainda continua válida), mas as comparações seguintes vão fazer algum sentido sim.

Talk lembra Only One, estarei deixando os dois vídeos ao fim deste parágrafo. As coreografias possuem pontos bem similares e o ritmo das canções, apesar de não serem parecidos, seguem aproximadamente a mesma vibe. A participação de dançarinos masculinos e suas interações com a cantora também são pontos equivalentes, cada um ao seu estilo.



Ao menos em minha percepção houve uma suave pontada de inspiração sim, e isso me alegra. BoA tem uma carreira sensacional e, recentemente, mesmo produzindo músicas ainda melhores que as de outrora não consegue fisgar a atenção do público, este mais preocupado com os "novatos" no mercado musical. Ver que ao menos os artistas ainda preocupam-se e identificam-se com os mais renovados já é um enorme consolo para mim.

Ok, ok, pode não ser tão parecido assim, mas ambas artistas trazem o mesmo sentimento em suas performances, o que é completamente explicável visto que Tiffany nunca negou sua motivação e inspiração em sua ídolo (e a nossa também). Não é preciso gastar muito tempo nos comentários de I Just Wanna Dance no youtube para deparar-se com uma quantidade significativa de pessoas comparando-a com BoA, todas em bom sentido. É a primeira vez que dou atenção para comentários de netizens.

Em um fórum de discussão sobre o álbum de debut da Miyoung, um fã chega a até mesmo comparar a faixa "Yellow Light" de seu álbum com "Who Are You", de BoA. Ressalta ainda que os trabalhos em questão foram lançados com "exatamente" um ano de diferença. Isso que é coincidência! Voltando para os álbuns, o mesmo comentário foi repetido pelo blogueiro Nick James, do The Bias List, em sua resenha de I Just Wanna Dance.

Ainda acho que qualquer artista coreano precisa comer muito feijão com arroz para chegar ao menos aos pés da BoA, uma vez que sua estrada no K-POP é de longe uma das mais admiráveis. Entretanto, se continuarmos neste ritmo e com a imensa melhora e desempenho de Tiffany, ela pode tornar-se sim uma forte concorrente ao cargo. 


E você, consegue sentir a vibe de BoA na carreira solo de Tiffany?

Veja também

4 comentários

  1. Karol, eu tenho até medo de fazer comentário não positivo sobre a Tiffany para você, hahaha, mas vamos lá.

    Eu acho um bocado injusto com ela essa comparação com a BoA. Penso que dizer que ela é a "nova" BoA é um tanto equivocado. São duas artistas fantásticas, mas de "escolas" musicais diferentes, sem contar que a BoA começou basicamente criança e numa época mais obscura pro gênero, e mesmo assim conseguiu se estabelecer e perdurar até hoje em dia, apesar da crescente desvalorização de artistas solo.

    O que concordo e acho bacana é Tiffany se inspirar de certos conceitos e estilos já utilizadas por sua Ultimate para o segmento de sua carreira. Se espelhar nos melhores não é copiar, e sim um maneira inteligente de crescer como artista. É isso que acho que a Fany fez e super aprovo continuar nesse ritmo.

    Bom Final de Semana!

    Delírios da Madrugada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha, não tenha medo não, Carlos! Sou fã dela, mas também não gosto disso de concordar e amar em 100% o artista.

      BoA tem uma carreira forte e consagrada. Como você mesmo disse, ela começou em uma era onde era dificílimo conseguir manter-se e continua firme até hoje - mesmo a desvalorização de sua carreira. No momento, assim como citei no post, não vejo nenhum artista que seja capaz de conseguir tirá-la do TOP01, mas sim apenas apresentar os comentários que estão fazendo em outros países uma vez que não vi nenhum brasileiro comentar sobre.

      Acho sim super bacana essa inspiração de Tiffany na carreira de sua ultimate, e, se a mesma se propor a desempenhar-se ainda melhor em futuros álbuns, acredito que seria bem interessante chamá-la de "nova BoA", mas no momento nem eu consigo afirmar isso. Tiffany está melhor que antes, mas ainda não é o suficiente pra compará-la com a rainha do k-pop.

      Uma cantora que acredito MUITO fazer a linha musical de BoA é a Z.Hera, que é pouquíssimo valorizada e ainda menos reconhecida. Essa sim, apesar da pouca idade (ou até mesmo usando isso como um fator) poderia desenvolver-se no futuro para uma boa candidata ao cargo.

      Mas, assim como você, aprovo e assino em baixo para Tiffany continue nesse ritmo. Esse álbum foi excelente, super a cara dela e, se a inspiração foi proposital e não apenas "coisa da cabeça dos fãs", espero que ela continue SIM a inspirar-se.

      Bom fim de semana para você também, Carlos!

      Excluir
  2. Realmente é muito parecido, que fofo!
    Essa é uma das coisas que eu gosto no k-pop, não falando do estilo musical em si mas dos artistas que o constituem. Eles mostram que são pessoas normais, parecem sempre tão humildes e têm os seus ídolos tal como nós.
    Usar alguém com uma carreira tão bem sucedida como inspiração parece bem querido. Quando é cá no ocidente ouve-se os artistas a dizer que são fãs da pessoa tal mas parece tão falso muitas vezes sei lá.
    A nova música da Tiffany é bem relaxante na minha opinião, parece algo que eu iria ouvir à noite ou durante uma viagem.

    Unicorns and Chill

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. Muitas vezes, principalmente no início de carreira, algumas empresas "obrigam" seus artistas e demonstrarem em palco uma imagem que não é exatamente a verdadeira deles. Quando eles têm a oportunidade de serem eles mesmos, nós vemos o quão mais belos eles são e até comentamos aquele famoso "gente como a gente".
      Concordo em gênero, número e grau a respeito dessa "falsidade" comum no ocidente. Diversos artistas se cutucam indireta ou diretamente, mas na hora que as luzes se acendem todos fingem ser amigos, todos são fãs uns dos outros, acho um tanto ridículo isso. Talvez seja um dos motivos de eu ter me apegado tanto ao k-pop quando o conheci.
      O álbum todo da Tiffany segue essa vibe da faixa principal, I Just Wanna Dance. Talk (coloquei a apresentação dela lá no post, rs) é a minha preferida, realmente muito relaxante e super gostosa de ouvir. Fico feliz que tenha gostado!

      Beijos e uma ótima semana.

      Excluir