Especial de Sense8 fecha 2016 com chave de ouro

by - dezembro 24, 2016


Quase dois anos após o lançamento da primeira temporada de Sense8 (e depois de muito chororô e gritaria por parte dos fãs), a Netflix finalmente relevou o episódio especial de Natal, que nada mais é do que o primeiro episódio da segunda temporada com duas horas de duração para acalmar o coração daqueles que não aguentavam mais orar à Ganesha. Como faço parte desse povo lindo, conferi com muito amor e eis aqui alguns comentários — sem spoiler!

Seguindo o mesmo nível de qualidade da primeira temporada, tanto em enredo quanto em visual e produção, o especial foi um aperitivo para introduzir o clima que os novos episódios trarão. De acordo com as cenas finais da temporada anterior, já deixaram a entender que o arco da nova abraçaria momentos muito mais tensos e de fato é isso que acontece. Logo nessas primeiras duas horas somos apresentados a situações complexas e consequentes dos capítulos antigos, mas se é respostas a eles que você busca, terá que esperar até maio para saciar suas dúvidas. 

No caso de alguém já ter achado a primeira temporada pesada, as cenas de sexo e nudez não são nada perto do que rola no especial. Ganesha atendeu aos pedidos de todos e deu um presente de Natal digno a todos os fãs do seriado (sim, vocês sabem exatamente do que eu estou falando). As drogas também são frequentes durante o episódio, uma vez que, conforme já havíamos visto nos minutos finais em 2015, Will precisa de algumas doses para ficar livre de Sussurros e proteger o grupo.

“Arte é o amor tornado público”

Apesar do lado pesado que predomina desde a aparição do vilão que deixou todos em alerta de risco, Sense8 não deixou de bater na tecla do consideramos justa toda forma de amor. O fanservice descarado e das cenas fofas de "quero esse crush para mim" estão ali, mas o episódio aprofunda as relações em níveis pessoais e interpessoais, agregando novos problemas para os sensates que, mais uma vez, ajudam um ao outro física e emocionalmente.

Não só os oito protagonistas, mas nossos sidekicks Hernando, Dani e Amanita estão ainda mais presentes e com o devido destaque que tanto merecem. Angelica e Jonas também dão o ar de graça e complementam o quadro de "essencialidades" a fim de completar a linha de novas curiosidades e mistérios apresentada no decorrer do episódio.

Foto: divulgação
Com a luta contra o preconceito ainda em pauta, Sense8 é tudo aquilo que uma sociedade retrógrada abomina e o que precisamos colocar cada vez mais em destaque. O seriado não força a barra ao tocar nos assuntos com clareza, delicadeza e muita veracidade. Apesar de se tratar de uma ficção científica, os tópicos discutidos fazem parte do nosso mundo e precisamos nos conectar, assim como eles, para fazer alguma diferença em meio ao ódio e ao desrespeito. O pensamento humanista dos personagens e o modo como eles o tratam em cena é a mensagem e o destaque da série.

Série, aliás, que continua a ousar em sua fotografia completamente não-convencional. Filmada em diversos países ao redor do mundo e com as trocas de personagens realizadas apenas em um jogo de câmeras muito bem trabalhado, Sense8 continua trazendo aquilo que agradou os olhares de tantas pessoas ao assistirem à primeira temporada. A direção das irmãs Wachowski é indiscutivelmente espetacular. Se você ainda não viu, confira Sense8: Criação do Mundo, vídeo oficial que mostra como foi o processo de gravação da primeira temporada.

Dessa forma, acaba sendo um tanto difícil cobrar que o seriado seja entregue com a mesma agilidade que outros originais Netflix. Manter a qualidade de uma obra de arte como essas não é um trabalho a ser feito em uma noite e devemos ser gratos por todo o esforço colocado para realizá-lo, mesmo que leve um tempinho extra. Esse episódio especial foi um verdadeiro presente de Natal aos fãs do seriado, e agradeço em nome do fandom a todos os responsáveis pela criação dessa que, humildemente, é a série que eu mais admiro. O episódio claramente veio para fechar o ano com chave de ouro.

E só para finalizar, caso ainda tenham dúvidas: o novo Capheus é incrível. A troca de ator foi muito bem maquiada no seriado, virando inclusive motivo de piadinhas entre os personagens. Sensacional. O grande destaque do quadro de atuações, entretanto, continua com Doona Bae (intérprete de Sun), que sequer aparenta se esforçar ao mostrar "o que é que a coreana tem" quando entra em cena, simplesmente flui.

A história continua em 5 de maio.

Veja também:

2 comentários

  1. Gostei demaisssss! QUEROOOO MAIS!
    Também diz um post com os momentos mais especiais!

    Bjsss <3
    www.estupefaca.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já estou ansiosa para os próximos episódios e pensando em rever esse, foi maravilhoso demais!
      Vou passar lá para dar uma conferida. Beijos!

      Excluir