Clarice Bean tem um problema — ou seria pobrema?


"Clarice Bean tem um problema" é o sexto livro da série infanto-literária britânica "Clarice Bean", escrita por Lauren Child. Nos livros, Clarice, uma garota de sete anos, conta sobre a sua vida diretamente aos leitores, como uma espécie de diário oral, com toda a inocência, curiosidade e espontaneidade que uma criança dessa idade pode possuir. Neste volume, a pequena dialoga principalmente sobre as dificuldades na escola, seu relacionamento com seus amigos e Ruby Redfort — um seriado do qual é fã.

"Coisas que não dá pra explicar. Tipo, porque QUE não se escreve só Q? E por que abrir a boca na hora errada pode te deixar numa tremenda fria? Ultimamente eu não paro de ter problemas, igual ao Carlinhos Zucchini, e olha que ele é o garoto que mais apronta na escola... Uma pessoa que é ab-so-lu-ta-men-te genial pra se livrar de problemas é a Rudy Redfort. Ela é aquela garota detetive dos livros e da TV, sabe? Eu ia amor se fosse estrela de TV. Fiquei até sonhando com isso depois de saber que vai ter uma peça de teatro na escola. Talvez um desses caçadores de talentos me veja por lá. Sabe... se eu fosse uma dessas estrelas mirins não ia precisar participar daquela estúpida maratona de ortografia que a dona Clotilde inventou. Eu não sou boa pra soletrar e não ser boa pra soletrar pode te dar muitos pobremas, quer dizer, problemas." — sinopse encontrada na orelha do exemplar físico, publicado no Brasil pela editora Ática em 2008. 

Mesmo tendo como embasamento apenas este breve resumo, nota-se o discurso informal, infantil e cativante de Clarice, nossa protagonista e narradora. Essa forma de escrita, além de aproximar o leitor do texto, é extremamente convidativa para seu público alvo, qual será eficazmente atingido pelo carisma da personagem e ansiará pela devora do livro, querendo saber o que irá acontecer com a nova amiga  do universo literário.


Com "pobremas" em ortografia e sofrendo nas garras da professora por inventar palavras (como "superultraanimadésima"), a menina que não consegue arrumar espaço em sua cabeça para lembrar a forma correta de escrever cada palavra, prestes a participar de uma maratona ortográfica, põe-se a estudar lendo o dicionário, onde começa pela letra Q. Ainda que não consiga decorar as grafias, descobre que nem tudo foi em vão ao receber elogios de seu novo professor, Washington, que está em sua escola por intercâmbio. O pequeno diálogo entre os dois é uma convocação a pensar sobre os "pobremas" de Clarice, observando o aspecto além das páginas do livro:

"Acho que um dia você ainda vai se tornar uma excelente escritora."
"Mas professor, eu nem sei escrever direito a palavra excelente! Como posso ser uma excelente escritora se eu nem sei escrever excelente?"
"Não é a ortografia que faz de alguém um escritor. O que importa é ter alguma coisa interessante para dizer - e, sabe de uma coisa, você é uma pessoa que sempre tem alguma interessante para dizer. E outra coisa, CB, valeu a pena estudar, você está com um vocabulário maravilhoso."

Aliás, "Clarice Bean tem um problema" sempre traz questionamentos e novas perspectivas a quem o lê. Nos títulos dos capítulos, uma frase de reflexão é deixada remetendo a qual obstáculo Clarice enfrentará nas próximas páginas: "coisas que parecem ser chatíssimas não são tão chatas quanto a gente imagina", "tem coisas que é melhor a gente não saber, "será que mentir pode ser uma coisa boa?" e muitas outras, na maioria das vezes aprendida pela garota ao assistir/ler à Rudy Redfort — afinal, séries também são uma forma de manifestar cultura.

E são essas "indiretas-diretas" deixadas no livro que fazem dele algo tão especial. Tanto para os adultos como para as crianças, cada ação de Clarice a fim de mostrar o seu melhor ou tentar ajudar algum amigo é confortante, desperta empatia e até o mesmo o desejo de abraçar a personagem e dizer "ei, tudo vai ficar bem". 

Por trás de tudo isso, os méritos ficam sob responsabilidade de Lauren Child, autora que teve a brandura de criar uma personagem que sintoniza tão bem com todas as idades com sua visão de mundo. A inglesa que carrega "criança" até no nome, sendo também criadora de Charlie e Lola, desenho animado nascido de uma série de livros que mostra o cotidiano bem humorado de dois irmãos. Lauren conta que conheceu uma pequena Lola em um trem na Dinamarca, e criou a personagem baseando-se na garota que encontrou - dando a ela o irmão mais velho Charlie. 

Com sua transmissão original realizada em 2005, popularizou-se no Brasil após chegar na rede aberta TV Cultura, em 2006. Entretanto, quatro livros sobre os irmãos foram lançados antes da criação da série animada e, mesmo depois de sua estreia na televisão, Lauren continuou a escrever Charlie e Lola, resultando em mais quase vinte volumes baseados nos episódios televisivos. 


Clarice Bean veio um pouco antes, com o primeiro livro lançado em 1999 sob o título nacional de "Clarice Bean - Sou Eu". Além dos outros títulos publicados sobre a mesma personagem, ainda rendeu uma saga literária dedicada apenas a Rudy Redfort, dando finalmente vida a detetive que tanto era aclamada por Clarice em suas histórias. "Clarice Bean tem um problema" ainda foi vencedor do prêmio da Associação Literária WOW. 

O que a muitos poderia significar apenas um livro banal ou "mais um título infantil" foi, para mim, causa de grandes momentos de felicidade durante a leitura e provocação ao imaginário e às concepções de aprendizado, amizade e, principalmente, da doce inocência de uma criança que, mesmo nas dificuldades de seu contexto, tenta enxergar uma ponta de positividade. Talvez devamos ser um pouco mais como Clarice e, por isso, deixo o seguinte trecho principalmente aos que tiveram um dia ruim:

"Sabe, tem coisas difíceis de explicar. Certas coisas que dão errado acabam dando certo. E às vezes um pouco de azar acaba se transformando numa tremenda sorte."

Veja também

10 comentários

  1. Adoro esses livros que por mais que sejam mais focados no público infantil, trazem lições e reflexões até para os adultos. Pena que muita gente nem olha duas vezes justamente pelo caráter infantil. Escrever se passando por uma criança deve ser tão difícil! Tem que ter muita sensibilidade. Parabéns pela resenha ;)

    Blog Meu Aleatório

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Fer. Infelizmente, o público adulto se acha maduro demais frente a tais publicações e sequer imagina tamanho conhecimento que está perdendo, ainda mais sendo este tão bem misturado ao bom humor e o enredo tão maravilhoso das histórias infantis.

      Muito obrigada!
      Beijos e um ótimo fim de semana a você.

      Excluir
  2. Que fofura! Amo Charlie e Lola! Assistiria por horas e horas!
    Meu sobrinho chama "Nesquik" de "Leite rosa"! Hahahaha
    Bjo

    http://www.anotaai.blog.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também! Estou numa fase super entusiasmada por animações, só estou terminando alguns desenhos que comecei para poder voltar a assistir Charlie e Lola, vou maratonar tudo enquanto tomo leite rosa. <3

      Beijos!

      Excluir
  3. Que resenha incrível!!! Pelo titulo já fazemos um pré-conceito referente ao livro infantil, mas nesse post nós percebemos que apesar de ser infantil, pode ser mesmo um desses que precismos para recapitular algumas coisas de quando eramos jovem e mais "positivos" com a vida. Por que essa vida adulta complica bastante e sempre deixa a gente com problemas rs.

    Quando vi a imagem da Clarice, logo lembrei de Charlie e Lola, que era um desenho no qual eu amava assistir. Fiquei contente em relembrar... Ah, de novo, parabéns pela resenha! Amei de verdade <3

    Quando tiver um tempinho livre acesse meu blog!? Adoraria receber sua visita por lá. http://www.palavrasambulantes.com/2014/07/amizades.html
    Um enorme beijo <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A maioria dos livros infantis trazem algum tipo de reflexão aos mais velhos, basta nos livrarmos dos pré-conceitos e aproveitar a leitura e o que ela tem a nos oferecer. Como você disse, a vida já é cheia de problemas, temos que buscar o lado positivo dela diariamente.

      Confesso que a primeira vez que peguei um volume de Clarice Bean nas mãos, resolvi levá-lo para casa justamente por me lembrar de Charlie e Lola, sou tão apaixonada por esse desenho que ontem mesmo, no auge dos meus 19 anos, estava assistindo.

      Muito obrigada pelo carinho enorme.
      Pode deixar que com toda a certeza irei conferir o seu cantinho.

      Beijos!

      Excluir
  4. Ainda não tive a oportunidade de ler este livro mas parece ser muito cativante qualquer hora irei, dar um tempo para procura-lo.

    Kissu:***

    www.watashinosekaibykrol.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faça isso sim, Carol!
      Esse livro é um amorzinho e merece ser lindo por pessoas de todas as ideias.

      Beijos!

      Excluir
  5. MEU DEUS, EU SABIA QUE CONHECIA ESSE TRAÇO, Charlie e Lola eram meus protegidos .. Não sei sempre adorei muito a história que eles contavam, achava divertido. Mas não sabia dessa história toda. Você indica tanta coisa legal e eu to tão pobre que não posso comprar aaaa ç-ç fico muito bolada sim..

    MAAAAS, não estamos aqui por isso .. NÃO É MESMO PRODUÇÃO?
    "PD: Verdade, seu propósito é outro"
    Então vamos lá ♥ ~abrindo aba de kamojis, e estralando os dedos

    ≖‿≖ Eu fiquei o dia todo pensando no que eu ia fazer pra você como presentinho de aniversário, porque eu realmente odeio dar os parabéns pelo facebook sério eu prefiro não fazer nada do que dar parabéns lá. E depois de muito pensar, cheguei a conclusão que seria super inesperado você receber felicidades pelo comentário do blog, tipo bem aleatório porque SOU DESSAS OBG (◡‿◡✿)

    Quem é Karol Póss? A Karol é uma pessoa muito muito muito especial na minha vida. Eu não faço nem ideia de como nós viramos amigas, nem como eu descobri o Elfo Livre. Sabe aquelas coisas que acontecem e que você para pra pensar e parece que foi mágica? Pois é, é exatamente assim que eu me sinto.

    Uma menina maravilhosa, super divertida, que ama os kpop como se não houvesse amanhã, a louca dos cursos da faculdade igual eu - inclusive você achou que eu não ia descobrir que você tava em letras não é mesmo, logo eu o xeroque holmes KKKK, eu ia fazer a mesma faculdade mas nao formou turma ç-ç agora sou farmacêutica QUE? MAS ENFIM, falando de você, eu descobri seu segredo MUHASHAHSUAHUSHA - ♡♡♡♡ Que adora Hello Venus, assiste filmes e séries na madrugada a fora, gosta de cinema com o mozão dela, tira muita foto bem blogueira sim, protege os grupos flops, que teve um grupo cover, que aliás assisti os solos maravilhosos sim, ela é dançarina ela, AMO INCLUSIVE ♡ Atura meu amor insuportável por BTS, e até gosta deles e enaltece no blog, choro muito ... E claro é uma puta fonte de inspiração pra mim e pras outras pessoas.

    Moço, nunca me canso de enaltecer você e seu cantinho, porque tudo aqui me trás uma paz espiritual, sei lá. É como se eu entrasse em um ambiente aconchegante e pudesse ler sobre tudo que me faz paz, igualmente nos chat do face da vida que a gente fica surtando junta, e olha que eu não sou muito fã de conversar -q mas eu adoro taaaaaaaanto (´ε` )♡ , e principalmente me sinto muito honrada quando você diz que gosta de mim e do meu blog, é tipo, como se meu senpai tivesse me notado AHIUDAHSUIDHUAISDHAS , porque isso de ter contato com alguém que admiro é totalmente fora de contexto, então eu agradeço sempre por sua amizade, é algo que me deixa muito muito feliz! E me deixa ainda mais feliz porque você conhece minhas duas unnies, eu fico GENTE EU SOU MUITO FELIZ MESMO UAHSUAHS O(≧▽≦)

    Enfim, com tudo isso, eu vim aqui pra te desejar um feliz aniversário, cheio de tudo de açúcar, tempero e tudo que há de bom. AUHSUAHS saúde, paz, amor, felicidade, notas boas na facul, curso legal, filmes, séries, musicas boas, ENFIMMMMM NÉ, TUDO DE BOM NAQUELE GERALZÃO PORQUE SIM!

    ( ´・ω・`)_且~ ~旦_(^O^ ) < Eu e você brindando seu aniversário SJDOASJDOAISJ ♥♥♥

    AI KAROL, SÉRIO MESMO PARABÉNS, TANJUBI OMEDETOU, TANKJUKAHAMIDA, HAPPY BIRTHDAY, FELIZ CUMPLEANEOS, - em portugues, japones, coreano, ingles e espanhol porque sou bilingue sim (nao), JASIJSDIJ AAAAAA PARABÉNS TE AMO DEMAIS, VAI E ARRASA QUE VOCÊ É DONA BEIJOS ლ(́◉◞౪◟◉‵ლ) ♥♥♥♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ESSE TRAÇO MARCOU A NOSSA INFÂNCIA, NÉ? Nossa, esses dias me peguei assistindo Charlie e Lola na Netflix, gente, nem me envergonho: gosto mesmo. Sempre bom poder deixar as coisas da vida adulta de lado e aproveitar alguns desenhos animados, essa pureza contagia.

      HAHAHAHAHA DEMOROU MAIS CHEGOU, EIS AQUI MINHA RESPOSTA AO GRANDE E LINDO TEXTO DE ANIVERSÁRIO POR GIULLIANA, A RAINHA DO UNIVERSO QUE EU AMO E ADMIRO PACAS.

      Normalmente não dou parabéns pelo Facebook também, acho público demais para isso, sei lá. Não gosto. Tá aí mais uma coisa que temos em comum então? Anotado.

      Quem é Karol Póss? Uma pessoa que ficou muito surpresa SIM ao ver que recebeu um baita de um textão de aniversário pelo blog (coisa que, acertou, eu não esperava MESMO) e ainda mais de uma das pessoas que ela mais considera nessa vida. Gente, para. Tô pasma ainda.

      "Ama os kpop como se não houvesse amanhã" EU MESMA, MUITO PRAZER. E não só me contento em gostar, mas tenho que ficar panfletando em tudo quanto é lugar para que mais pessoas comecem a gostar também e sejam influenciadas pelo gee gee gee. Cof Cof. Só não sei que é essa tal dançarina aí, misericórdia aqueles vídeos menina, me mata de vergonha mas não expõe isso na internet.

      E olha que você anda muito xeroque holmes viu senhora? Tá com cara de quem anda stalkeando meu instagram inclusive, sabendo até dos meus rolês com o boy magia pro cinema, que isso? Vou olhar embaixo da minha cama antes de dormir só pra garantir que você não está escondida me observando no sono profundo. -Q

      VAMOS ENALTECER BTS JUNTAS. <3

      Mas antes de qualquer outra coisa vamos enaltecer você, que é sempre tão linda e atenciosa como, e que talvez não saiba, mas que é uma das minhas principais forças para seguir em frente com o blog mesmo depois de tantos anos. Seus comentários me deixam felizes, e como você disse, mesmo que eu não lembre como a gente se tornou amigas ou como eu conheci o seu cantinho, você é muito especial pra mim e essa nossa conexão é coisa de louco. TE GOSTO DEMAIS, GURIA!

      E muito obrigada, arigatou, komawo, thanks, gracias (não é só você que é bilingue não, querida, aqui é fluência pura em cinco idiomas SÓ QUE NÃO) OPFJAPOFJAPO, juro, que tudo o que você me desejou venha em dobro para você, Giu, tu merece todas as coisas boas desse mundo. <3

      VOU ATÉ COPIAR SUAS CARINHAS DE OTAKU
      ≖‿≖

      Excluir