Momo Salon, o dorama curtinho e fofinho da Lizzy (After School/Orange Caramel)


Lançado em 2014, Momo Salon entrou recentemente para o catálogo da Netflix e me conquistou rapidinho. Com apenas seis episódios de dez minutos cada, é o típico dorama que você (literalmente) termina de assistir em apenas uma horinha e não se arrepende. 

Nos apresenta a Hye Ni (interpretada pela poderosíssima da Lizzy, integrante do After School e Orange Caramel), uma cabeleireira que enfrenta o fracasso de salão em sua recente abertura, mas que se agarra à oportunidade de promovê-lo quando o espaço começa a ser usado para guardar as encomendas dos vizinhos.

Chang Gyun (Park Jung Min), um rapaz desempregado que passa por várias entrevistas mas não é bem sucedido em nenhuma delas, torna-se seu primeiro cliente ao ir buscar sua caixa no salão, mas sequer poderia imaginar que um simples "será que eu deveria cortar o meu cabelo?" afetaria tanto a sua vida e a de Hyeni.


O dorama é bem curtinho, mas consegue se desenvolver bem mesmo dentro de tantos limites, o que até surpreende e dá um certo bônus na hora de avaliá-lo. Esses breves doramas são ótimos para passar o tempo, e quando trazem uma boa mensagem junto é melhor ainda. Neste caso, a protagonista vem de Busan para construir sua vida em Seul, e acompanhar sua ambição e persistência rumo ao sucesso é divertido e inspirador.

Para quem também está passando por estes momentos difíceis de se encontrar profissionalmente, que tal seguir o exemplo da nossa personagem Hyeni e procurar saídas criativas para alcançar aquilo que deseja? Ou, quem sabe, encontrar o amor naquela pessoa que você menos esperava sequer conhecer. São coisas que, para não passar despercebido, precisamos dar mais atenção aos pormenores da vida.


Momo Salon não é o dorama de estreia de Lizzy, mas é o primeiro em que ficou responsável pelo papel principal. A garota que além de ser reconhecida por sua carreira como integrante do grupo de K-POP After School, de sua sub-unit Orange Caramel e até mesmo por sua carreira solo com a música trot "Not an Easy Girl", acabou tornando-se ainda mais popular por seu desempenho divertidíssimo em shows de variedades, como "Weekly Idol".

Entretanto, sua carreira como atriz ainda não saltou. O que é uma pena, pois pelo menos este dorama mostrou que ela leva jeito para o trabalho. Quem sabe, em breve, não seremos capazes de vê-la atuando em destaque para novos títulos da dramaturgia coreana? Contamos com seu sucesso, Lizzy!

Veja também

0 comentários