Infinite realiza primeiro comeback como sexteto e entrega um ótimo trabalho

by - janeiro 13, 2018


Fomos surpreendidos no fim de agosto de 2018 quando Hoya anunciou sua saída do Infinite e da Woollim Entertainment após o vencimento de seu contrato com a gravadora. Sendo o único membro a não renova-lo, os seis demais  seguiram em frente e revelaram no dia 08 de janeiro o seu primeiro trabalho como sexteto. 

A faixa Tell Me faz parte do terceiro álbum de estúdio dos garotos, Top Seed, cuja faixa principal foi produzida por Bee, do Rphabet, que já trabalhou anteriormente com o grupo para músicas como Destiny, Bad e The Eye, seguindo pela mesma vibe eletro-emocional que suas antecessoras.


Em sua letra, narra um término difícil de ser superado pela parte masculina que clama pelo retorno de sua amada, sendo mais uma típica faixa do Infinite em que as palavras "volte para mim" são incansavelmente repetidas, assim como em quase todo lançamento do grupo, a ponto de se tornar uma piada interna para o fandom Inspirit - assim como o nome da música, Tell Me, nos fez lembrar de uma performance um tanto vergonhosa do início de sua carreira, com um cover da faixa homônima do grupo feminino Wonder Girls.

A música conquista os ouvidos de maneira suave e eficiente, misturando vocais fortes e doces a uma melodia que varia de baixos sons a um eletrônico dançante difícil de resistir, o que revela um dos pontos de maior orgulho para o grupo e seus fãs: suas coreografias épicas e bem sincronizadas. Seu maior pecado, entretanto, é na divisão de linhas, sendo uma música que mais parece um dueto entre os membros Sunggyu e Dongwoo com breves participações especiais dos quatro restantes.


Para fãs de longa data, a falta do Hoya é declarada em nossos corações e olhos que sempre buscam por um sétimo integrante que já mais se encontra com os outros nos vídeos musicais, palcos e programas televisivos, mas está sempre em nossos corações - e lá estará para sempre. Os seis membros, entretanto, fizeram um ótimo trabalho em tentar ocultar o vazio de um ausente ao dar o melhor de si para uma performance memorável aos fãs que aguardaram muito e sofreram o equivalente nos últimos meses.

O visual do clipe é, provavelmente, o mais belo já visto em uma produção do Infinite. O clipe traz alguns aspectos que remetem discretamente a vídeos anteriores, como as cores fortes de Bad e os labirintos de Last Romeo, mas com uma cara totalmente nova e original que poderia, facilmente, ser apresentada em formato cinematográfico sem grandes problemas.


Infinite é, com certeza, um grupo de muitos dons, no qual todos os integrantes são ótimos cantores e dançarinos com talentos para atuação, entretenimento e ainda donos de visuais matadores. Tantos pontos positivos para um único grupo é o que torna deles um dos poucos restantes de sua geração, consegue manter-se forte em um solo dominado por grupos novos que possuem maior relevância internacional que aqueles da onda anterior. O tempo só faz bem para o Infinite, e Tell Me é a prova disso.

Veja também:

0 comentários