Seoul Searching: a cultura coreana como você nunca viu

by - janeiro 03, 2018


Quem está acostumado com o cinema e a televisão coreana, por meio de filmes e dramas, consegue captar um pouco da cultura do país, o modo de vida e alguns padrões estereotipados que, nos últimos anos, estão sendo desconstruídos pela própria mídia, apresentando maior diversidade na representatividade de personalidades em suas narrativas. Ainda assim, uma coisa que precisamos levar em mente é que nem todos os coreanos e seus descendentes são como os dos dramas televisivos, e o filme Seoul Searching trabalha bem com a temática.

Na década de 1980 o governo coreano criou um acampamento de verão para adolescentes de descendência coreana nascidos no exterior, de modo que pudessem passar a temporada em Seul para aprender sobre sua pátria, mas o programa foi cancelado após poucos anos, incapazes de controlar a juventude estrangeira.


Divulgação
Baseado em acontecimentos reais de um desses verões, Seoul Searching, centra-se no encontro de jovens de países, histórias e objetivos diferentes, mas que são mudados para sempre após suas férias na capital sul coreana em 1986.

O filme, inicialmente, dá a ideia de ser semelhante a típicas produções de besteirol americano a la American Pie, com festinhas, bebidas e indecências em meio ao ambiente escolar, mas o clima muda drástica e positivamente por volta de sua metade, apresentando uma face muito mais profunda e sentimental sobre os protagonistas que, poucos minutos atrás, não pareciam se importar com nada.

Divulgação
Com o crescimento do envolvimento emocional dos personagens, a atmosfera sentida pelo espectador torna-se muito mais íntima e cativante, conquistando por aspectos intrínsecos de suas faces ocultas. Histórias comoventes e acontecimentos singulares nos levam a um novo ambiente que caminha a um desfecho muito mais marcante que o esperado nos minutos iniciais do longa, surpreendendo.

Em seu elenco, interpretando descendentes de coreanos da Alemanha, Estados Unidos, Canadá, Inglaterra e até mesmo do México, destacam-se os nomes Jessika Van (A Hora do Rush, Os Caça-Noivas), Justin Cho (Crepúsculo, Finalmente 18), Teo Yoo (You Call It Passion, Bitcoin Heist), Rosalina Leigh, Esteban Ahn e a cantora Crystal Kay, com grande representatividade étnica que só agrega valor ao longa americo-coreana.


Reprodução
A fotografia e edição visual é muito bela e singela, tentando resgatar tonalidades comuns em películas dos anos 80 para nos sentirmos na época da narrativa, embora Seoul Searching seja uma produção de 2015. A trilha sonora com Go-Go's, The Clash e Madonna também contribuem com a construção da ambientação temporal da obra, assim como o pôster (imagem acima) claramente inspirado em Clube dos Cinco, clássico cinematográfico da década homenageada.

Se você é um verdadeiro apaixonado pela cultura sul coreana, não há motivos para deixar de assistir a Seoul Searching, filme bilíngue e multinacional que promete divertir e emocionar com sua alta diversidade e representatividade. Aproveite: está disponível na Netflix.

Veja também:

0 comentários