Os melhores solos de Nam Woohyun, o rei dos corações

by - fevereiro 07, 2018


Para o aniversário de 28 anos do Woohyun, vocalista do Infinite e ator que é nada menos do que o meu ultimate bias, não poderia deixar de fazer algo, ainda que simples, para comemorar a data especial. Resolvi reunir, então, algumas das minhas apresentações individuais preferidas desse cantor que conquistou o meu coração com o seus muitos corações - a quem não sabe, ele foi o maior promotor dos "corações de dedos", tendência entre os sul coreanos e fãs da música pop do país. 


O primeiro concerto do grupo, Second Invasion, deu aos integrantes a chance de demonstrarem seus talentos individuais em apresentações solo. Woohyun performou "Time", faixa do álbum Over the Top, de 2011, que já era seu solo mesmo nas gravações oficiais. A canção emocional, com uma performance passional em união aos vocais impecáveis do cantor já me fez derramar muitas lágrimas - e continuo até hoje, para ser sincera.


Para a Second Invasion Evolution (SIE), turnê do Infinite, Woohyun teve como solo a música Couple, sucesso da década de 90 na Coreia do Sul, sendo originalmente performada pelo grupo Sechskies, da primeira geração. O cover de uma música romântica como essas caiu como uma luva para a fofura exagerada do cantor, que não mede esforços a demonstrar amor por suas fãs.


Para outra turnê do grupo, One Great Step (OGS), Woohyun optou por continuar a sua linhagem de solos meigos e repletos de carinho, mas deixou os covers de lado: a faixa escolhida, Beautiful, é uma composição própria que integrou o álbum "New Challenge", lançado pelo Infinite em 2013. Uma música boa dessas só poderia ter sido escrita por ele, não é mesmo?


Para o Immortal Song, popular programa televisivo sul coreano que reúne os melhores cantores do país para performances épicas, Woohyun chegou a performar algumas músicas sozinho e, até mesmo, uma colaboração com Sunggyu, líder do Infinite. De todas essas apresentações, a minha preferida é a do seu cover de Bumping Into You, que mostra um lado mais sensual do cantor que, na maioria das vezes, principalmente naquela época, preferia manter uma imagem mais inocente.


E como falar dos solos de Woohyun sem citar a sua estreia oficial como cantor individual? Still I Remember foi lançada em maio de 2016 e levou muitas inspirits à loucura com tamanha emotividade que transpareceu nesta canção. Nam, sem sombra de dúvidas, é um artista nato que merece todo o reconhecimento por seu potencial, empenho e amor à profissão, e uma forma de recompensá-lo por isso é apoiar o seu trabalho, assistindo ao belíssimo MV acima. Enquanto isso, ficamos no aguardo de mais um trabalho solo para saciar nossa vontade de ter mais dessa qualidade em nossos ouvidos e corações.


Os solos listados como melhores, na verdade, são os melhores para mim. Meus cinco preferidos. Poderia passar horas e horas falando de Woohyun, de sua carreira individual ou mesmo do Infinite, citar músicas de parcerias do cantor, como Cactus, com a cantora Lucia, que é uma das minhas músicas preferidas de todos os tempos, poderia até falar das minhas fancams preferidas dele, e olha que são muitas, ou de seus trabalhos como ator, mesmo tendo sido só dois, mas resolvi me conter. Quem sabe em um próximo post, não é mesmo?

Desejo, por meio desta singela homenagem, desejar meus parabéns a este talentoso rapaz que já me proporcionou momentos incríveis, ainda que com meio planeta de distância. Parabéns, Woohyun. Você merece tudo o que conquistou e muito mais. Feliz aniversário. 

Veja também:

0 comentários