Seohyun e Red Velvet irão se apresentar na Coreia do Norte

by - março 22, 2018


As Olimpíadas de Inverno de 2018 conseguiram reunir Sul e Norte. Ambas Coreias competiram lado a lado, representando a bandeira da península unificada durante os jogos invernais. Entretanto, não só os esportes tem conectado os países, mas também a música.

Embora o K-POP seja um dos principais produtos de exportação da Coreia do Sul, a música sul-coreana, assim como qualquer material produzido no país, tem sido oficialmente banido pelo governo do Norte por nos últimos 40 anos, desde a instauração de seu governo comunista, e há uma punição severa para quem é pego ouvindo ilegalmente.


Entretanto, para as Olimpíadas de Inverno, durante o concerto de abertura em 11 de fevereiro, no teatro de Haeoreum, em Seul, a cantora e atriz Seohyun, conhecida principalmente por sua carreira de dez anos como membro do Girls' Generation, o mais popular e bem-sucedido grupo feminino da Ásia, uniu-se as membros do grupo musical norte-coreano Samijiyon Band para uma performance especial à pedidos da Casa Azul. O grupo coreano foi enviado pelo Norte em uma tentativa de melhorar as relações entre os países, e chega a vez da Coreia do Sul de retribuir a honra.

Foi revelado no último dia 20 que Seohyun e as membros do Red Velvet, quinteto feminino formado pela SM Entertainment, serão enviadas ao lado de mais 155 membros de uma delegação que irá performar dois shows em Pyongyang, no Norte, entre os dias 31 de março e 4 de abril, segundo acordo assinado por ambos os países. 


Embora o número alto de envolvidos, Red Velvet e Seohyun são as únicas artistas de k-pop inclusas na lista. Musicistas veteranos como Cho Jin Hee, Lee Sun Hee e Cho Yong Pil também estão confirmados para a apresentação amistosa, sendo Cho Yong Pil o último cantor sul-coreano a se apresentar no norte, em um concerto em Pyongyang em 2005, há 13 anos. 

"Enquanto estamos no palco, acredito que será difícil retratar os sentimentos pessoais em relação à desnuclearização. Nossa primeira tarefa será incutir o mesmo apetite no público norte-coreano enquanto fazemos o mesmo com nossos sul-coreanos e nos certificamos de que nada seja estranho." comenta Yoon Sang, cantor e produtor que liderará a delegação. 

O motivo da escolha dessas artistas como as únicas representantes do K-POP a serem levadas para o Norte não foi informado. Enquanto não se questiona sobre Seohyun, que já se apresentou com cantoras do Norte, há artigos e relatos que provam a popularidade do Red Velvet entre os norte-coreanos, como uma jogadora da equipe de hóquei que cantarolou um trecho da música "Ice Cream Cake" durante seu treinamento nas Olimpíadas.



Fonte: Koreaboo (1) (2) (3)

Veja também:

0 comentários