Kingdom: zumbis na Dinastia Joseon viram drama original da Netflix

by - dezembro 22, 2018


A Coreia do Sul já mostrou que sabe produzir ótimos sageuks (dramas históricos), como Faith (2012), Moon Lovers (2016) e Moonlight Drawn By Clouds (2016), assim como já fez excelentes longas de apocalipse zumbi, como Mad Sad Bad (2014) e o internacionalmente popular Train to Busan (2016), então por que não misturar as duas temáticas? Essa é a premissa de Kingdom, novo drama Original Netflix esperado para chegar à plataforma de streaming em 25 de janeiro de 2019.

Baseado na webcomic Land of the Gods, escrita por Kim Eun Hee e ilustrada por Yang Kyung Il, ambienta-se no período medieval de uma Dinastia Joseon assolada pela corrupção e pela fome. O príncipe Lee Chang (Ju Ji Hoon) é dado como traidor após a ressurreição do Rei e, como punição, é enviado a uma missão suicida para investigar uma praga misteriosa que tem se proliferado pelo país. Descobre uma epidemia atroz de zumbis que, transformados pela fome, ameaçam a existência do reino.


Elenco

Ju Ji Hoon como Lee Chang
Bae Doo Na como Seo Bi
Ryoo Seung Ryong como Jo HakJoo
Kim Hye Jun como a Rainha
Kim Sang Ho como Moo Young
Jun Suk Ho como Beom Pal
Kim Sung Kyu como Young Shin
Heo Jun Ho como An Hyun
Kim Tae Yul como Lee Chang (jovem)


Kingdom é esperado para ter seis episódios de 50 minutos de duração cada. A direção será por Kim Seong Hun, já conhecido por Tunnel (2016), enquanto o roteiro será por Kim Eun Hee, autora dos quadrinhos originais que também já trabalhou como roteirista para o drama Signal (2016), pelo qual ganhou o prêmio de Melhor Roteirista enquanto o drama foi premiado por Melhor Roteiro.

Uma segunda temporada já está confirmada e sua produção/gravação deve ser iniciada ainda em fevereiro de 2019, pouco após o lançamento da primeira, e com previsão de estreia para 2020. Seong Hun, entretanto, não é esperado para retornar à direção dos novos episódios, embora continue na equipe em uma posição menor.


Curiosidades

  • A produção estourou o orçamento: cada episódio custou cerca de US$1.78 milhões para ser realizado;
  • Song Joong Ki (Descendants of the Sun) foi convidado para estrelar o drama, mas recusou o papel;
  • Uma cerimônia tradicional de gosa budista foi realizada em 16 de outubro de 2017 para trazer boa sorte ao projeto;
  • As filmagens começaram no final de outubro de 2017 em um conjunto de Andong, na Coreia do Sul;
  • Um membro da equipe artística faleceu em 16 de janeiro de 2018 devido ao excesso de trabalho;
  • Esse é o segundo drama sul-coreano Original Netflix a ser anunciado, seguido de Love Alarm, mas será o primeiro a ser lançado no serviço de streaming, uma vez que Love Alarm segue sem previsão de estreia.

Veja também:

1 comentários