Elfo Livre é parceiro da Rocco!

by - fevereiro 26, 2019


No dia 26 de janeiro o Elfo Livre recebeu a notícia de que avia sido aceito para integrar o time de blogs literários parceiros da Editora Rocco durante o ano de 2019, mas achei que o momento mais propício para falar sobre o assunto chegou, finalmente, agora, quando recebi o meu primeiro pacote da parceria, concretizando uma ideia que até então ainda parecia um sonho distante - um sonho muito bom, mas ainda distante.

Os primeiros recebidos dessa tão idealizada parceria são dois lançamentos extremamente recentes da editora: Lendo de cabeça para baixo, um chick lit por Jo Platt que chegou às livrarias em 7 de janeiro, e Um estudo em Charlotte, romance policial juvenil de Brittany Cavallaro. 


Foi um dia para recordar: o cenário perfeito, o vestido perfeito, as flores perfeitas, cento e oitenta convidados – e Rosalind Shaw, abandonada no altar. Lendo de cabeça para baixo tem todos os elementos das mais engraçadas e inteligentes comédias românticas britânicas, o que explica o surpreendente sucesso do título. Publicado inicialmente de forma independente, o primeiro livro da autora inglesa Jo Platt vendeu mais de 15 mil exemplares e teve os direitos comprados por editores internacionais.

Depois de meses largada em frente à TV, sem forças para sair do sofá, Ros, como é chamada pelos amigos, aceita a oferta de se tornar coproprietária de uma loja de livros antigos, numa cidade do interior. Em meio aos livros da "Chapters", ela faz novos amigos: o intelectual e introvertido Andrew; a bondosa Georgina; e Joan, uma aposentada faladeira, com uma queda por nudez ao ar livre.

Quando a vida parece estar tomando rumo e Ros já está mais adaptada à rotina na pequena cidade de St. Albans, o vizinho Daniel bate à porta com um buquê de flores, um sorriso nervoso e algumas notícias bastante angustiantes. Os mal-entendidos que se sucedem e os encontros às cegas arranjados por amigos e familiares são a receita para um enredo cativante e cheio de humor.

A tradução é de Angela Pessôa.

Adquira seu exemplar na Amazon e ajude o Elfo Livre a se manter no ar.


No primeiro livro da série protagonizada pela jovem Charlotte, descobrimos que o talento para solucionar crimes corre no sangue da família Holmes. Com apenas 10 anos, a mais nova descendente do detetive ajudou a polícia a recuperar diamantes que valiam três milhões de libras. Agora, no ensino médio, a capacidade analítica da jovem é posta mais uma vez à prova quando um estudante da escola que ela frequenta nos Estados Unidos aparece morto sob circunstâncias intrigantes, aparentemente inspiradas em uma das histórias mais aterrorizantes de Sherlock Holmes. Os principais suspeitos do crime? Charlotte Holmes e Jamie Watson. Sim, esse mesmo, o tataraneto do fiel amigo do detetive inglês. 

O primeiro crime solucionado por Sherlock Holmes, icônico personagem de Sir Arthur Conan Doyle, foi apresentado aos leitores há mais de 130 anos. A personalidade ácida e a mente brilhante do mais famoso detetive da ficção, no entanto, permanecem atuais e inspiram séries, filmes e livros.  Um estudo em Charlotte é uma referência ao primeiro livro sobre Sherlock, Um estudo em Vermelho, e traz uma série de referências às tramas do famoso detetive. 
Como Sherlock, Charlotte toca violino, é ótima em assumir diferentes disfarces, conduz experimentos forenses e tem uma fraqueza por opiáceos. Apesar de também ter herdado a audácia e petulância do tataravô, Charlotte tem seus próprios mistérios. Já Jamie sempre foi intrigado pela moça, mas, apesar do histórico familiar, os dois só se conhecem poucos dias antes do crime. Juntos, eles terão que provar que não são os culpados e, para isso, precisam agir como detetives. 

Vencedor do prêmio de melhor ficção para jovens adultos da American Library Association, Um Estudo em Charlotte, da autora estreante Brittany Cavallaro, agrada tanto a leitores que começam a se interessar por tramas de suspense quanto aos fãs do universo de Sherlock Holmes.

A tradução é de Maryanne Linz.

Adquira seu exemplar na Amazon e ajude o Elfo Livre a se manter no ar.


Ainda parece um sonho, o que talvez possa usar como desculpa para a minha péssima escolha de palavras ao descrever tamanha felicidade que uma notícia tenha me proporcionado: em um ano no qual quase tudo começou dando errado, a Rocco abriu uma porta com um lembrete, na maçaneta, de que nossos esforços valem a pena. 

Veja também:

1 comentários