Age of Youth, um guarda-roupa de emoções

by - agosto 15, 2019


Age of Youth (ou Hello, My Twenties@) foi um popular drama sul-coreano de duas temporadas, exibido entre os anos de 2016 e 2016 pela JTBC e, agora, disponível na Netflix. Ao abordar a vida de jovens garotas que compartilham as dores do amadurecimento na dura passagem da adolescência para a vida adulta, ganha nota extra por seu excelente figurino que consegue transpor as emoções das personagens.

Pensando nisso, o Elfo Livre analisa brevemente a relação entre as seis personagens principais de ambas as temporadas e seu guarda-roupa de emoções, comprovando como o estado mental e personalidade de cada uma delas torna-se visível no modo em que se vestem ao longo dos episódios:


Ye Eun, na primeira temporada, utilizava roupas de tons claros que exaltavam sua fofura e carisma, sempre com pelo menos uma peça em tom de rosa, que virou sua marca registrada. Entretanto, após os acontecimentos dramáticos dos últimos episódios, a segunda temporada apresentou uma drástica mudança não só no comportamento e no psicológico abalado da personagem, mas também em suas vestimentas, como uma externalização da dor que estava sentindo: nos dias mais difíceis, os tons claros deram espaço a roupas pretas e até seu cabelo, antes claro e com ondulações, tornou-se liso e preto. Conforme a condição mental da personagem melhorava, as cores voltavam a surgir em seus looks, ressaltando o retorno de sua confiança pelo guarda-roupa.


Jo Eun, que chegou na Bella Époque somente na segunda temporada, passou pelo processo inverso: nos primeiros episódios a garota só vestia roupas largas e pretas, que levava a alguns desavisados a até mesmo a confundirem com um garoto, devido também ao cabelo curto. Pode-se explicar as escolhas através de sua personalidade tímida e seu desejo de passar despercebida, o que vai mudando conforme se aproxima das novas moradoras e ganha confiança. Com isso, ao longo dos episódios seu guarda-roupa vai ganhando cor e chega a usar saias e vestidos, mas sem passar por uma descaracterização: muito do seu estilo "tomboy" continua ali, só que com algumas adaptações que têm a ver com o aumento de sua autoestima. 


Já o guarda-roupa de Kang Yi Na é bem variando, passando por estilos que vão do chique ao casual e do sexy ao confortável, apresentando-se com uma complexidade semelhante ao da personagem, repleta de camadas e facetas diferentes que vão se revelando conforme a sua intenção para a ocasião. Com algumas peças mais curtas, justas e decotadas, revela sua sensualidade e consciência disso, parte de sua confiança como uma mulher adulta que não tem medo de dar a cara a tapa, de sua personalidade forte. Entretanto, ela também pode ser sensível e apresentar suas fragilidades ao lado das pessoas que mais ama, uma vez que suas roupas chamativas também podem representar sua necessidade de se mostrar forte e independente, como uma autodefesa.


Enquanto Yi Na é chique, Jin Myung representa o extremo oposto: de origem pobre e sempre muito preocupada em trabalhar e poupar dinheiro, não se importa com amenidades como roupas caras e vibrantes como as de suas colegas, tampouco parece ser afetada por isso. Com uma mentalidade matura, abraça seu estilo confortável e casual sem grandes problemas, deixando suas roupas exporem sua simplicidade e seu eu trabalhador. As coisas não mudam muito na segunda temporada, embora seu novo emprego exija uma imagem formal que é atingida com muita humildade, palavra que mais pode descrever a personagem. Por outro lado, suas peças básicas também revelam o descaso que tem consigo mesma, não se permitindo aos pequenos luxos do lazer e diversão, focada somente em suas responsabilidades. 


Ji Won, por sua vez, é a responsável por não ser responsável. Ela é o alívio cômico do drama e suas roupas, com combinações por vezes excêntricas ou extravagantes até demais, mas sempre colorida. Revela autoconfiança e autenticidade, mas, sobretudo, seu bom humor. Suas vestimentas são um pouco mais comportadas na segunda temporada, além da mudança de penteado que lhe dá um ar mais refrescante e, mesmo com novos lados sendo mostrados, com um pitada de romance, carreira e uma dolorosa retomada de memórias do passado, seu jeitinho brincalhão e espontâneo é mantido. 


Eun Jae, por final, tem um estilo bem casual e simples, priorizando cores claras que colaboram com a sua imagem de mocinha inocente e até infantil, presente em ambas as interpretações, já que houve a mudança de atriz. Com um pé ainda na adolescência, devido a sua pouca sociabilidade no passado, ainda está passando pelo processo de amadurecimento e tem dificuldades em encontrar seu verdadeiro eu, como fica claro na segunda temporada ao tentar diferentes estilos não para agradar a si mesma, mas em uma tentativa de criar uma nova imagem de si mesma para seu ex-namorado. Depois de vestir roupas chiques e maquiagens que nada combinam consigo, volta a assumir seu eu juvenil e natural, recuperando-se no interior e no exterior. 

Você mais se identifica mais com o estilo de qual personagem?

Veja também:

0 comentários