Deixe a Neve Cair, o clichê que o seu Natal precisava

by - novembro 11, 2019


Existem filmes bons, existem filmes ruins e existem comédias românticas natalinas, que tem como única função divertir durante as festas de fim de ano. Com esse objetivo em mente, Deixe a Neve Cair é não só o mais novo filme original da Netflix, mas o clichê que estava faltando para o seu Natal ficar completo.

Três grupos de adolescentes terão suas histórias cruzadas em uma loja de Waffle em plena véspera de Natal, destinados e encontrarem muito romance e amizade em uma aventura acompanhada pela nevasca e do espírito natalino, que deixa os corações mais leves e permite que as almas sonhadoras se revelem.


Com personalidades distintas, o filme promete ao espectador que se identifique com ao menos um dos personagens, que variam de garotas com corações quebrados, caras românticos e aqueles que só querem saber de um pouco de diversão. Juntos, encontrarão tudo o que procuravam e um pouco mais.

Baseado no livro de mesmo nome com contos de John Green, Maureen Johnson e Lauren Myracle, Deixe a Neve Cair passa longe de ser uma adaptação fiel: embora os personagens conhecidos do livro estejam lá, suas tramas foram tão alteradas que se transformam em seres completamente novos— e não supre com a necessidade que os leitores tinham com certos elementos da narrativa.


Entretanto, toda essa liberdade criativa em relação a obra original dá ao filme uma independência muito bem utilizada para criar uma trama nova, mas igualmente divertida, juvenil e com boas mensagens para o fim de ano.

Embora algumas perdas, como o baixo proveito da narrativa do mini-porco, o lucro em comparação ao livro está presente na representatividade: além das personalidades múltiplas, os personagens do filme incluem jovens negros, asiáticos e LGBT+, se atualizando e ampliando ainda mais o leque de autorreconhecimento aos espectadores.


O elenco é formado por grandes nomes da juventude do audiovisual atual, com Kiernan Shipka (O Mundo Sombrio de Sabrina), Liv Hewson (Santa Clarita Diet), Shameik Moore (The Get Down), Jacob Batalon (Homem-Aranha: Longe de Casa), Mitchel Hope (Descendentes), Isabela Moner (Dora e a Cidade Perdida) e muitos outros.

Com tanta gente boa envolvida neste filme, o resultado não poderia ser outro se não um longa bem executado, que apesar das diferenças com o livro, se julgado individualmente se valida como um excelente produto natalino que cumpre completamente com a sua proposta de ser um filme romântico, divertido e contemporâneo, mas sem deixar de lado todos os clichês de Natal que tanto adoramos.

Veja também:

0 comentários