Vermelho, Branco e Sangue Azul: um romance nerd, proibido e imperdível

by - novembro 01, 2019


Escrito por Casey McQuiston, o livro de Young Adult "Vermelho, Branco e Sangue Azul" está prestes a chegar às livrarias brasileiras com publicação da Editora Seguinte, tradução de Guilherme Miranda e capa nacional exclusiva da ilustradora Isadora Zeferino.

Na trama, Alex é o filho jovem e bonito da presidente dos Estados Unidos, mas sua vida quase perfeita vira de cabeça pra baixo após se apaixonar por ninguém menos que Henry, o Príncipe da Inglaterra, que também o ama.

A narrativa tem um quê de Tom & Jerry, por apresentar inimigos mortais que, após precisarem conviver por obrigação, descobrem uma conotação diferente de seus sentimentos e desenvolvem uma relação romântica.


Em meio a encontros não tão secretos, o livro aborda os bastidores do mundo da política americana e da coroa britânica, sob o ponto dr vista juvenil da primeira-família e do herdeiro ao trono, que embora a fama e renome, ainda são jovens em seus 20 anos que amam e se divertem como qualquer um.

O lado "gente como a gente" é muito explorado nos personagens, principalmente ao trazer o lado nerd dos protagonistas, que constantemente trocam referências e citações de Star Wars, trazendo um tom de Geekerela ao livro - e o tornando ainda mais delicioso.

Já no quesito romântico, o livro ganha notória relevância ao reinventar o clichê dos contos de fadas não só para um cenário e época contemporâneo, mas ao apresentar personagens LGBT. Henry, o príncipe, é gay, e Alex está descobrindo sua bissexualidade: e se sair do armário já é difícil, imagine quando você é o herdeiro de uma coroa conservadora ou o filho de uma presidenta que está tentando a reeleição?


Há, ainda, a questão de Alex ser meio mexicano, o que o faz ter um interesse político pelo estado do Texas, onde particularmente se identifica com o povo - e espera ser apoiado de volta. Neste lado profissional do personagem, a obra também acompanha toda a sua luta por uma campanha honesta, preocupações e amizades. 

Todos os temas são muito atuais e relevantes ao público jovem, característica típica de um bom YA, e igualmente bem trabalhados no decorrer do trama. Deste forma, além de divertido, o livro revela-se também como socialmente importante. Vermelho, Branco e Sangue Azul não é um livro qualquer e, se resolver lê-lo, já pode ir preparando um espaço na sua lista de preferidos e queridinhos, pois ele chegará derrubando tudo.

O livro será lançado no dia 04 de novembro, em formato físico e digital. Entretanto, você já pode garantir a sua cópia em pré-venda pelo site da Amazon e levar de brinde um card exclusivo ilustrado pela Isadora Zeferino. Não perca!

Veja também:

0 comentários