Allegra Antes do Play, uma Cinderela contemporânea


O que Cinderela tem a ver com livros e youtubers? Pensando assim, de súbito, talvez não venha muita coisa à cabeça. São materiais diferentes, de épocas distintas, quase nada a ser comparado, certo? Errado. A autora Andreia Evaristo trouxe a história clássica para o cenário atual com muita desenvoltura.

Allegra é uma estudante de letras de 19 anos, gorda, baixa, branquela e de estilo retrô que troca e-mails com um admirador secreto, "Orfeu". Com os pais mortos, mora com a madrasta Maura e suas duas filhas, Pam e Mel, youtubers altas, magras, lindas e negras. Sob o pseudônimo de Allegra Presley, publica textos em seu Wattpad e sonha em se tornar escritora, mas pouco tempo sobra para si mesma quando tem que trabalhar para irmãs, editando seus vídeos para o canal Be Twins. Sua melhor amiga, Verônica, é uma verdadeira fada madrinha para a gata borralheira do século XXI.

Mais do que a história da pobre garota maltratada pelas irmãs, a trama é trabalhado em cima da desconstrução dos padrões de beleza, onde somos apresentados a um universo em que as aparências em frente às câmeras representam mais que o eu de cada indivíduo, onde pessoas que fogem desse arquétipo nem sempre são bem-vindas.

O concurso "Seja sua melhor versão", carrega a essência de que ser você mesmo é sempre a melhor escolha, mas escondido atrás de todo o marketing de patrocinadores que pouco se importam com o conteúdo, e sim com os números, será que um vídeo sincero gravado por uma câmera escondida tem chances contra uma produção de falsos discursos em um palacete luxuoso?


Verônica é parte essencial para o processo de evolução pessoal da protagonista, mesmo que Allegra não perceba ou puramente não saiba o que a amiga prepara para ela. A presença dessa personagem nos ajuda a assimilar a ideia de que nem sempre somos capazes de fazer tudo sozinhos, e que uma "fada madrinha" dos tempos atuais é muito bem-vinda a nossas vidas. 

Toda essa contemporaneidade entra em contato com o enredo "Cinderelístico", mas não em conflito. A adequação aos novos quadros do mundo digital nos dá uma perspectiva de que, a nossa maneira moderna, ainda estamos imersos nos clichês literários e cinematográficos, somente não os percebemos.

Ao lado dos youtubers e da tensão familiar, não deixa de apresentar a ideia do príncipe encantado, mas nada de cavalo branco: o romance de Allegra Antes do Play se desenvolve pela internet, uma troca de e-mails onde sequer os nomes verdadeiros são revelados, escondendo qualquer vestígio que possa vir a responder ao "quem será este ser?". 

A autora dessa trama maravilhosa é Andreia Evaristo, uma curitibana que passou mais tempo de vida em Joinville que em sua cidade natal. Licenciada em Letras pela Univille, escreve desde os dez anos, idade que também marca sua primeira vitória literária em uma gincana escolar, conquistando a medalha de ouro por um livro infantil feito a mão. Escreve em blogs há mais de dez anos, atualmente pelo Qualquer Sentido, e desde 2015 é cronista para o jornal A Notícia. Em 2016 lançou o seu livro de crônicas "Chiclete pra guardar pra depois", pela editora Areia.

O e-book "Allegra antes do play" está disponível para download na Amazon.

Veja também

4 comentários

  1. Emocionada aqui. 😍
    Leitura e análise profunda, sensível e sincera. Muito obrigada. 😘

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De nada, Andreia!
      Amei demais o seu livro, já estou pronta para ler os outros!

      Excluir
  2. Nossa parece muito interessante! E a ilustração é uma graça. Fiquei curiosa para saber como as gêmeas conseguem convencer ela à editar os vídeos, tadinha :( Achei ótimo isso de quebrar os esteriótipos, muita gente diz isso da boca para fora mesmo.

    Blog Meu Aleatório

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fer, o livro é maravilhoso. As irmãs são tão malvadas quanto as da Cinderella, e essa quebra de esteriótipos é de longe o principal ponto do livro. <3

      Beijos!

      Excluir