Projeto Hibakusha: livro brasileiro vira notícia em jornal do Japão

25 janeiro

Projeto Hibakusha: livro brasileiro vira notícia em jornal do Japão

O jornal japonês Mainichi Shimbun, cuja circulação excede 1,6 milhões de exemplares diários, publicou em 21 de janeiro uma reportagem sobre o aniversário de um ano do Tratado sobre a Proibição de Armas Nucleares (TPAN), citando nela o livro Projeto Hibakusha, brasileiro. 

Escrito por G. Profeta e ilustrado por Ligia Zanella, Projeto Hibakusha foi lançado em 2020 após financiamento no Catarse, com intenção metalinguística ao misturar jornalismo e ficção, com entrevistas a Takashi Morita e Junko Watanabe, sobreviventes do bombardeiro (chamados Hibakusha) que moram hoje no Brasil. 

Projeto Hibakusha: livro brasileiro vira notícia em jornal do Japão

A reportagem, assinada pelo jornalista Akihiro Nakajima, pode ser lida no site do Mainichi Shimbun (em japonês). Confira um trecho traduzido abaixo: 

Ao desenhar fielmente o testemunho dos sobreviventes da bomba atômica, a imagem de "morte" que Profeta sentiu quando visitou Hiroshima em janeiro de 2020 depois de ouvir a história foi expressa como "deus da morte". Incorporando elementos contrários ao jornalismo, que exige objetividade, cria formas de despertar a simpatia dos leitores. 
Projeto Hibakusha: livro brasileiro vira notícia em jornal do Japão

Leia também a resenha de Projeto Hibakusha aqui no Elfo Livre. Clique aqui!


Leia também:

0 Comentários:

Assista no YouTube