Maisie Lockwood e sua importância para o presente e futuro de Jurassic World

by - junho 26, 2018


Jurassic World: Reino Ameaçado, sequência do revival da franquia Jurassic Park, chegou aos cinemas em 14 de junho com sua trama de suspense e aventura em um novo cenário de extinção para os dinossauros sobreviventes ao incidente de 2015, narrado no primeiro filme da trilogia. Enquanto conta a sua continuação, nos apresenta a uma nova personagem, Maisie Lockwood, interpretada por Isabella Sermon, que representa grande importância para a saga.

Antes que seja tarde demais, tome cuidado: este texto contém grandes spoilers de Jurassic World: Reino Ameaçado. Se você ainda não assistiu ao filme e não deseja estragar sua experiência, talvez seja melhor salvar esta leitura para outra ocasião. Caso você não se importe em receber spoilers ou já tenha assistido ao filme, prossiga:


A pequena Maisie é apresentada no filme como neta de Benjamin Lockwood, amigo do criador do original Jurassic Park, John Hammond, que está sob os cuidados do avô e de uma ajudante contratada após o falecimento de sua mãe em um acidente de carro. Ao longo do filme, entretanto, nos é revelada a falsidade dessa história quando descobrimos que, na verdade, Maisie é um clone da filha de Benjamin, criado por ele com o uso da mesma tecnologia genética que trouxe os dinossauros de volta a vida - e foi este "projeto" que distanciou Hammond de Lockwood.

Com isso, o papel de Maisie representa mais do que o contato dos personagens adultos com a pureza e graciosidade infantil, ou a sua grande força para pouco tamanho, o que retoma a grandes clássicos dos anos 80/90, principalmente quando o filme tenta resgata elementos de produções de terror/ssupense da época, mas é ainda o reflexo de uma grande profundidade em nosso presente e, talvez, até mesmo um passo para o futuro, quando coloca em questão não só outros fins para a recriação genética, mas outros ângulos a serem estudados.


No filme, o Dr. Ian Malcolm, já conhecido de Jurassic Park, retorna em "defesa dos humanos", questionando os direitos dos dinossauros em Terra. Em um momento de seu discurso, chega a afirmar que o vulcão em erupção é a oportunidade que a natureza está dando à Terra de corrigir o seu erro - ter trazido os dinossauros de volta à vida -, ao colocá-los em extinção novamente, como feito à milhões de anos.

Mantendo essa linha de pensamento, como seria se fosse um humano, e não os dinossauros? Maisie, que vive a partir de uma reconstrução genética do DNA da filha "original" de Lockwood, entra como uma contrapartida a essa teoria, levantando, novamente a questão: será que os dinossauros tem os mesmos direitos de proteção que os outros animais? Ainda mais se estes outros animais forem humanos?


No filme, Maisie descobre sobre a verdade sobre sua criação, mas não se aparenta chocada, nervosa ou triste com isso. Para uma criança de sua idade, ela leva o assunto muito bem e chega, a certo ponto, a se comparar com os dinossauros, quando Calire Dearing oscila em apertar o botão que os salvaria da morte, mas colocaria os humanos em risco, e Maisie toma a dianteira, dizendo "eles estão vivos, assim como eu", aceitando as semelhanças entre eles e colocando-os em um plano de igualdade de direitos consigo mesma.

Mas como seria a reação dos outros humanos? O caso de Maisie ainda não vazou, mas pode ser algo que venha a acontecer no próximo filme e, se isso for colocado sobre a mesa, não é esperado que os homens, que até então não demonstravam interesse no bem estar dos dinossauros, venham a responder pacificamente com a informação de que humanos também estão sendo geneticamente recriados.


A garota pode até mesmo passar a ser perseguida e tornar-se uma espécie de experimento humano, a la Stranger Things, enquanto grupos e organizações que, em Reino Ameaçado, levantavam bandeiras de amor e proteção aos dinossauros, ganhem novas forças e vozes para defesa de Maisie e de seus direitos como humana, mas pelo menos até 2021, com o lançamento do terceiro filme da franquia, isso tudo são apenas teorias.

O que não dá para se negar é que a participação de Maisie no filme foi essencial não só para a sobrevivência dos dinossauros e do nosso time de humanos preferidos, liderado por Claire e Owen, como ainda deixou um excelente arco a ser desenvolvido no futuro da franquia. Que grande personagem para alguém tão pequena!

Veja também:

0 comentários