Love Is e a grande beleza das pequenas coisas

by - junho 07, 2019


Park Dami, mais conhecida como Puuung, é uma ilustradora sul-coreana que tem feito muito sucesso na internet por suas artes românticas que enfatizam os pequenos atos de amor. Sua obra deu origem ao livro Love Is que chegou pela primeira vez ao Brasil no último mês de maio pela Fábrica 231, selo juvenil da Editora Rocco, com tradução de Gustavo Figueiredo. 

A princípio, não há nenhuma narrativa inusitada na obra: todas as páginas apresentam momentos muito cotidianos de uma vida a dois que, de tão singelos, chega até a parecer impossível como poderiam ser transformados em arte: e aí percebemos que tudo, inclusive o amor, é arte. Até mesmo dormir de conchinha em um sofá aconchegante. Só é preciso ver com os olhos certos.


Inspirada no relacionamento com seu namorado, as delicadas imagens retratam o lado mais sensível e pessoal de um casal apaixonado que não precisa de grandes atos para demonstrarem seu amor um pelo outro: um abraço inesperado, uma caminhada de mãos dadas até o mercado ou uma xícara de chá em um dia preguiçoso é o suficiente para ser lembrado de que alguém te ama e se importa com você.

Com uma paleta de cores outonal que brinca com tons de laranja, amarelo e verde, principalmente, o destaque das obras fica para a delicadeza de sua autora ao apresentar ações tão cotidianas de forma tão única, mas ainda completamente identificável para os leitores apaixonados que se deleitarem com essa carinhosa aventura pelas páginas do amor.


As expressões dos personagens são quase tão discretas quanto os próprios, revelando seus sentimentos da forma mais natural possível com um meio sorriso, bochechas coradas, risadas contagiantes ou mesmo com olhinhos cansados de sono, mas deixando toda e qualquer noção de amor explícita nos olhares que lançam um para o outro. Olhares aconchegantes, carinhosos, receptivos. Apaixonados.

Sequer os cenários são extravagantes, mas deveras capazes de transmitir uma beleza muito superior a de qualquer riqueza material: uma janela com vista para prédios ordinários, árvores verdinhas, mas triviais, uma estante repleta de livros ao fundo da sala, um sofá do tamanho exato para dois amantes, porta-retratos espalhados pelas paredes... não se precisa de muito mais quando se está com a pessoa amada, e a ambientação das artes é perfeita nesse quesito.


Surge, nas páginas, um terceiro personagem. Garfield é, segunda a autora, um autêntico gato de rua que apareceu um dia em sua casa e a conquistou. Também conquistado pela comida que lhe foi servida e pelo carinho que emanava deste lar, fez-se integrante dessa história romântica sem sequer imaginar.

Folheando o livro, é possível brincar de "Ache o Garfield", em algo semelhante ao popular "Where's Wally?", uma vez que o bichano se mistura com o cenário em diversas das ilustrações de Puuung, mas ainda totalmente perceptível aos olhos de um leitor - ainda mais de um apaixonado por bichinhos apaixonantes como este.


Afinal, o que não há de apaixonante nesta obra? A autora foi certeira em seus retratos do verdadeiro amor e de que a grande beleza está, na verdade, nas pequenas coisas. Vale a pena ler, reler, deixar na cabeceira da cama para ter um gostinho doce antes de dormir, presentear a pessoa amada... só não vale deixar de se abrir para tamanha sensibilidade impressa em Love Is.

Se interessou pelo livro? Considere garantir o seu exemplar pelo link abaixo! Ao realizar sua compra pelo atalho do Elfo Livre para a Amazon você ajuda o blog a se manter no ar sem gastar um centavo a mais por isso. Que tal?

É só clicar para ser redirecionado

* O exemplar foi uma cortesia da Editora Rocco.

Veja também:

0 comentários