Túmulo dos Vagalumes não entrará para a Netflix, entenda o motivo

by - março 02, 2020


A Netflix está seguindo com o combinado de adicionar os filmes do Studio Ghibli ao seu catálogo mundial (exceto EUA, Canadá e Japão), mas uma das animações mais queridas do público ficará de fora desse projeto: Túmulo dos Vagalumes (1988). Entenda o motivo:

Em um anúncio bastante vago, a Netflix informou aos assinantes e interessados que Túmulo dos Vagalumes não é abraçado pelo acordo feito com a distribuidora dos longas, a Wild Bunch International, com quem o contrato foi assinado. Entretanto, o verdadeiro motivo disso remete aos anos 80, quando o filme foi lançado. 

Na época, a Ghibli ainda era um estúdio novato e, portanto, com pouca verba. Dois filmes foram lançados em 1988, Túmulo dos Vagalumes e Meu Amigo Totoro, mas os projetos foram financiados por parceiros diferentes: enquanto a Tokuma Shoten adotou Meu Amigo Totoro, os pedidos para bancar os gastos de Túmulo dos Vagalumes foram recusados.


Sabendo disso, a editora Shinchosha, que possuía os direitos do livro no qual a animação foi inspirada, se ofereceu para custear a produção de Túmulo dos Vagalumes e, portanto, ficou com os direitos de licenciamento da obra. Mais de trinta anos já se passaram, mas o ocorrido narrado no documentário O Nascimento do Studio Ghibli (Ghibli wa Koshite Umareta), de 1998, ainda refletem nas ações do estúdio.

Dessa forma, a parceria diretamente assinada pela Netflix com a Wild Bunch International não inclui Túmulo dos Vagalumes no acordo, uma vez que a própria distribuidora não tem os direitos da animação. 

Entretanto, isso não impede que o filme nunca seja lançado na Netflix. A plataforma de streaming pode tentar um contrato direto com a distribuidora do filme que está faltando, mas nada é certo até o momento. Por enquanto, o que sabemos é que Túmulo dos Vagalumes pode não chegar à Netflix tão cedo.


Fonte: CBR

Veja também:

0 comentários