Dash & Lily: 5 vezes em que o livro foi melhor que a série

by - 04 dezembro

Dash & Lily: 5 vezes em que o livro foi melhor que a série

Inspirada no livro O Caderninho de Desafios de Dash & Lily, trabalho original de David Levithan e Rachael Cohn publicado no Brasil pela Galera Record, a série Dash & Lily foi uma das principais apostas da Netflix para o Natal de 2020. Como toda adaptação, a versão para o streaming trouxe muitas mudanças benéficas, mas também tivemos aquelas cenas do livro que fizeram falta no reconto — e falaremos delas nesta publicação, mas cuidado com os spoilers!

Confira 5 vezes em que o livro foi melhor que a série:

1. O apelido da Lily

A série apagou completamente um dos principais dramas do livro: o apelido de Lily. Sabe-se que Lily é uma garota muito sentimental e, por vezes, seu excesso de emoções extrapolam de modo que ela acaba surtando. Na infância isso lhe rendeu o ofensivo apelido de Escandalily, e muitos de seus problemas de socialização hoje são resquícios de um trauma ocasionando quando pequena. É um tópico muito sensível e que fez falta na versão da Netflix. 

Dash & Lily: 5 vezes em que o livro foi melhor que a série

2. Lily e a culinária

Outra coisa que a série deixou de lado foi a forma como Lily é apaixonada pela culinária e gosta de cozinhar pequenos mimos para as pessoas que ama. Isso até aparece na trama, quando ela deixa um pote de biscoitos para seu irmão e o namorado dele, mas é de forma muito mais mínima do que sua abordagem no livro. 

3. O presente de Natal de Dash

No livro, em um dos desafios de Lily para tentar descobrir mais sobre Dash, ela pede para que ele abra o coração sobre o que gostaria de ganhar de presente de Natal, sem sarcasmos. O rapaz demora um pouco para formular uma resposta, mas acaba pedindo algo que ele sabe que é caro e não espera ganhar: a coleção completa de 20 volumes do Oxford English Dictionary

O que ele não esperava é que Lily fosse, de alguma forma, conseguir isso: a garota não compra os dicionários, mas o apresenta um quarto secreto da Strand em que estudantes possuem acesso gratuito aos livros para consultas, e foi extremamente fofo ler Dash descobrindo esse mundo mágico. 

Dash & Lily: 5 vezes em que o livro foi melhor que a série

4. As relações com Edgar e Sofia

Na série, Lily está bêbada quando beija Edgar, o que foi uma cena bastante desconfortável de se assistir, principalmente com Dash chegando e surtando como se ele também não tivesse beijado Sofia na noite anterior. No livro, entretanto, não só Sofia nunca tenta reatar o namoro com Dash como Edgar nunca beija Lily, pois sabe que consenso de bêbado não é válido. Os relacionamentos são bem mais saudáveis no livro!

5. A treta no parque

A cena mais empolgante de O Caderninho de Desafios de Dash & Lily também foi deixada de fora da série da Netflix. Na reta final da obra, Lily e Dash tentam se reconciliar após o desastroso encontro no bar. Eles estão em um parque conversando enquanto Lily toma conta de Boris, um cachorro grande e cheio de energia que avança para cima de uma família. 

O casal precisa pensar rápido para evitar que alguém saia machucado, mas as coisas só pioram quando a) Dash descobre que a criança que quase foi atacada pelo cachorro era a mesma que ele havia acertado uma bola de neve dias atrás, ferindo-lhe o olho, e b) Lily é confundida com uma ladra de bebês pelas mães neuróticas ali presentes.

Dash & Lily: 5 vezes em que o livro foi melhor que a série

Os dois vão parar na delegacia e, como se isso já não fosse humilhação o suficiente, outras pessoas que passaram pelo parque filmaram tudo, colocaram na internet e o vídeo viralizou, colocando a imprensa nas costas de Dash & Lily. Sério, por que não mostraram isso na série? Seria hilário ver Austin Abrams e Midori Francis dando vida a esse show de horrores — mas pelo menos pudemos rir do Dash quebrando a loja.

E você, tem alguma outra cena do livro que sentiu alta na adaptação para a Netflix? Conta pra mim nos comentários e leia também o post oposto, com 5 mudanças da série que melhoraram a história do livro.

Ao adquirir o livro pelo link acima você ajuda o Elfo Livre a se manter no ar ❤

Veja também:

0 comentários