O que queremos ver no filme de Extraordinário?

by - novembro 26, 2017


A versão cinematográfica de Extraordinário, famoso livro juvenil publicado em 2012 nos Estados Unidos, já está em exibição no país desde o dia 17 de novembro, mas só chega aos cinemas brasileiros em 7 de dezembro. Enquanto o filme não é lançado por aqui, conversei com algumas leitoras brasileiras sobre o que não pode faltar na adaptação de Extraordinário às grandes delas: mas cuidado, contém muitos spoilers!

"Acho que não pode faltar a Daisy (cachorrinha) e as coisas que acontecem com ela. Acho que ela foi muito importante pro Auggie, e eu particularmente amei todo o envolvimento dela com a família." @livreries

"Eu gostaria de ver a relação da Via e do Auggie. O amor e o conflito dela com relação a deficiência dele, achei isso tão profundo no livro, foi como ter uma visão extra de como minha família pode me ver, sou deficiente física (uso muletas), e achei extraordinário a R.J. Palacio colocar isso. Tem outras coisas que gostaria de ver claro, mas isso é uma delas." @thepristar

"O que mais me impressionou no livro Extraordinário foi a lição que tiramos de como a gentileza deve estar acima de qualquer outra coisa no convívio social. Auggie nos ensina a não responder insultos com mais insultos, e o que gentileza gera sim mais gentileza. O que espero do filme é sair com a mesma sensação, de que qualquer pequeno ato pode gerar mais amor no mundo e melhorar o dia de alguém, arrancar um único sorriso pode melhorar também o seu dia e, principalmente, que o coração bom é a maior beleza que uma pessoa pode ter." @luuh_hs

"Nossa, eu sou suspeita pra falar de "Extraordinário", amei cada linha que li e se tem uma coisa que eu queria ver na adaptação cinematográfica com certeza são os preceitos do Sr. Browne, esses preceitos são essenciais, eles não podem faltar de jeito nenhum 😏" @literando_sempre

"Eu adorei o livro Extraordinário ❤ Mal espero para ver as referências nerds, a história do Auggie e tudo mais. Quero muito que o filme transmita a mesma sensação que tivemos ao ler o livro, e a mesma mensagem, que é linda 💙 Além, é claro, dos preceitos e frases, que eu adorei, espero que consigam colocar algo assim no filme, e também não esqueçam de muitas partes do livro. 😊" @belle.inwonderland

"Não é novidade que Extraordinário é um dos meus livros favoritos, pelo qual tenho muito carinho. O que eu gostaria de ver mais na adaptação cinematográfica é a relação de Auggie com a irmã Via e a amiga dela, Miranda. No livro vemos que a Miranda foi um das pessoas mais próximas de Auggie, pois foi ela quem deu o capacete de astronauta que ele tanto gostava de usar, além de que Miranda costumava conversar e brincar bastante com Auggie sempre que ela a visitava na casa dele e de Via. E seria interessante também destacar a relação de Auggie com a sua irmã Via no cotidiano, os diálogos que trocam entre si. A jovem Via sempre esteve ao lado de Auggie, mostrando um lado protetor quando se trata de defender o irmão daqueles que o encaravam de forma constrangedora." @capitulodezesseis

"Eu gosto de tanta coisa no livro, mas acho que a cena mais tocante pra mim é quando teve o acampamento e os meninos se juntaram para ajudar o Auggie e eles foram todos juntos felizes no ônibus na volta." @tracandolivros

"Extraordinário para mim foi uma leitura incrível, se eu pudesse escolher, colocaria cada linha do livro no filme, mas como não é possível gostaria que as cenas do Auggie conquistando os colegas sendo somente ele mesmo: Inteligente, engraçado e único continuassem intactas, porque para mim é nesse momento que o interior passa ser mais importante que o exterior e ver essas barreiras se quebrando seria fantástico!" @proxima_pagina

"Não pode faltar a parte em que o Auggie aparece com o capacete de astronauta e as citações sobre Star Wars, que ele é fã. Também a parte final, em que ele é aplaudido pelos colegas da escola." @boletosliterarios

"Eu adoraria ver a cena do acampamento! Os meninos se unindo para defender o August contra os valentões do sétimo ano. Na minha imaginação foi suuuper legal. Rs Além da sensação dele dormir fora de casa, ele descreve bem as impressões e medos de um garotinho." @umpedacinhodepagina

"Eu gosto muito do livro e estou relendo pela segunda vez, para estar em sintonia com a estreia do filme ❤ Uma das cenas que eu mais gosto no livro é quando o Auggie e o Jack se metem em confusão no passeio da escola, com alguns alunos mais velhos e o Auggie sofre bullying pesado, com xingamentos e provocações. Gosto da parte como ele e o Jack se comportam e principalmente quando o Amos e os outros amigos dele defendem o Auggie e o Jack, chegando até a partirem para cima dos meninos mais velhos. E fico muito triste no final da cena, quando ele chora nos braços do Amos. Também quero ver como a Via será mostrada no filme. Pois no livro, fica claro que ela entende toda a atenção que o Auggie merece, mas como também se sente um pouco deixada de lado e enfrentando as dificuldades do início da adolescência sozinha." @thalitaa_sz

"Extraordinário me encantou já nas primeiras páginas, e acredito que a adaptação não deve deixar de retratar o quanto Auggie é incrível, a capacidade de apenas uma criança de saber lidar da melhor forma possível todos os obstáculos que a vida dar, com a sua ingenuidade em sempre acreditar no melhor das pessoas." @blogbagagemcompalavras

"Extraordinário é um livro perfeito. Realmente faz jus ao título. Retrata o bullying, a gentileza e a pureza de uma criança de uma forma apaixonante. Com certeza sempre será um dos meus livros favoritos." @meupequenovicio

Já eu acredito que se o filme não tiver a mesma enxurrada de referências a coisas como Star Wars, O Senhor dos Anéis e As Crônica de Nárnia igual há no livro, a experiência não será a mesma. Essas coisas dizem mais sobre o Auggie do que nós podemos imaginar, basta lembrar como exemplo de quanto ele cortou as trancinhas de Padawan pois não queria ser visto como o nerd fã de Guerra nas Estrelas, embora aquele pedaço de cabelo significasse muito para ele - e toda a sua família sabia o quão importante era aquela trança. Esses pequenos detalhes fazem do Auggie quem ele é, não a sua aparência.

Estou muito ansiosa também para ver como a Daisy e sua relação com o garoto será retratada. Ela sempre foi a sua melhor amiga, a única que não julgava por suas cicatrizes e que não o achava diferente dos demais, o amando incondicionalmente e indiferentemente de qualquer aspecto "não-normal" que sua aparência possa ter. Daisy representa muito não só sobre a importância da presença de um animal de estimação para o desenvolvimento infantil, mas o amor não-humano que só um bichinho como esses pode proporcionar tanto a adultos como a crianças. Chorei muito com a cena de sua morte no livro, e espero chorar em dobro no filme, ainda mais que a cachorra escolhida para atuar é muito semelhante a minha pequena Belinha, com quem convivo há seis anos e amo mais do que tudo: ela é o meu tudo.

E você, o que você acha que não pode faltar na versão cinematográfica de Extraordinário? Deixe o seu momento preferido do livro nos comentários e não se esqueça: o filme estreia no Brasil em 7 de dezembro com distribuição pela Paris Filmes.

Veja também:

0 comentários