Meow, The Secret Boy (Welcome) | Primeiras Impressões

by - 30 março


Foi ao ar nesta semana a primeira leva de episódios de Meow, The Secret Boy, o mais novo drama de comédia-romântica da KBS2, também conhecido somente como Welcome. Exibido no Brasil pelo KOCOWA, o Elfo Livre já conferiu seus episódios iniciais e conta, agora, o que achou da estreia do momento

O enredo acompanha Sol Ah (Shin Yeeun), uma designer que sonha em ser autora de webtoon, mas está enfrentando diversos problemas em sua vida pessoal. Ela é apaixonada por Jaeseon (Seo Jihoon), que não corresponde seus sentimentos. Mesmo não gostando de gatos. se oferece a cuidar do bichinho que a ex de seu amado abandonou, na intenção de ajudá-lo e, quem sabe, tocar seu coração.


O nome do gato é Sergei Rachmaninoff, logo renomeado para Hong Jo (afinal, quem dá um nome desses a um pobre bichano?). O que Sol Ah não imaginava é que o animal tem a estranha capacidade de se transformar em um humano, interpretado por Kim Myungsoo (L), quando está perto de sua nova dona, por quem acaba se apaixonando e desenvolvendo uma louca história de amor que só é possível em um k-drama.

Quem não gosta de roteiros mais "absurdos" dificilmente irá cair nos encantos do romance de Welcome. Entretanto, embora a premissa fantástica para o triângulo amoroso central, o drama também apresenta camadas mais realistas ao explorar, por exemplo, o ambiente de trabalho da protagonista — e todas as fatalidades imagináveis por quem conhece o funcionamento de uma agência de marketing.


Isso para não contar o sonho de ser artista engavetado pela necessidade de se render aos empregos formais para pagar as contas, trazendo a tona o drama de muitos adultos que podem se reconhecer em Sol Ah e, ao mesmo tempo, se sentirem motivados a nadar contra essa maré.

Já o personagem do Myungsoo, ao menos nesse começo de história, tem se mostrado extremamente inocente e digno de um amadurecimento que pode ser enfrentando ao longo dos próximos capítulos. Por ser um gato, não sabe muito bem como se comportar quando está no corpo humano, e cada nova descoberta é lidada como seria por uma criança curiosa, ressaltando os traços fofos do personagem que já conquistou o coração dos espectadores.


Jaeseon, que apareceu extremamente frio e distante, já está começando a demonstrar um possível amolecimento no seu coração para provocar aquele clichê dos triângulos amorosos que, ame ou odeie, está presente em quase todos os títulos de comédia romântica. Entretanto, quem já viu mais de dois dramas do gênero já deve saber com quem a protagonista ficará — a não ser que tenha uma tremenda reviravolta, mas não a esperamos.

Um casal secundário também tem chamado atenção logo nesses capítulos iniciais: Jieun (Yejoo) é a garota introvertida da agência, mas seu coração palpita por Doosik (Kang Hoon), o extrovertido melhor amigo de Sol Ah que é muito lento para perceber as tímidas investidas de sua colega de trabalho. A mistura improvável de "opostos se atraem" já é um clichê, mas toda dose de doçura é bem-vinda.


Os primeiros dois episódios demoram um pouco para engatar, principalmente pela lentidão ao introduzir o gato na narrativa. Entretanto, a partir do terceiro já se pega o gosto pela coisa e começa a surgir aquele comichão de "como será que ela vai descobrir que seu gato se transforma em um humano?", por mais que a gente saiba que isso só deve ser revelado lá para o fim do drama — e causas grandes problemas em seu relacionamento para, só depois, as coisas se acertarem.

Por enquanto, resta acompanhar o lançamento dos novos episódios, que chegam toda quarta e quinta-feira pelo KOCOWA, com legendas disponíveis em inglês e, algumas horas mais tarde, em português.

Veja também:

0 comentários