Um Dorama para Chamar de Meu, romance nacional com toque coreano

by - 03 julho


Um Dorama Para chamar de Meu é o mais novo romance de Marina Carvalho, escritora best-seller brasileira que, para essa obra, reuniu o melhor de dois mundos: literatura e dramas coreanos. O livro foi publicado em 2019 pela editora Astral Cultural e conta com 320 páginas que prometem entreter principalmente aqueles leitores que já caíram nos amores dos k-dramas.

Sinopse: “Mesmo se eu já não estivesse louca por Joaquim, terminaria apaixonada por ele...” Marina Pena orgulha-se de seu trabalho como assessora de comunicação e não é qualquer pancada da vida que a derruba, afinal, ela é uma mulher forte, independente e, além de tudo, lutadora de boxe. Nem mesmo a nova missão a que foi designada é capaz de fazê-la ser nocauteada: assessorar Joaquim Matos – ou Yoo Hwa-In –, o fotógrafo sul-coreano, autor de coletâneas de fotografias, durante a turnê de seu último lançamento. Em uma história cheia de romance, reviravoltas emocionantes e cenas dignas de novelas orientais, nasce um vínculo entre o artista e a assessora, Mariana e Joaquim precisarão não apenas aprender a lidar com as diferenças culturais como também com uma ameaça vinda diretamente do passado do fotógrafo, lá da Coreia do Sul. A vida e as tradições de Mariana e Joaquim nunca mais serão as mesmas.

A autora: Marina Carvalho é uma mineira de Ponte Nova, que adora a cultura do seu estado, além da culinária, da história e das montanhas. Graduada em Jornalismo e especialista em Língua Portuguesa, atua na área de Linguagens como professora do Ensino Fundamental e do Médio. É escritora best-seller de romances, com dez títulos publicados desde 2013 e mais de 100 mil exemplares vendidos em todo o país. Recentemente, foi fisgada pela magia dos doramas, quando caiu de amores pela série sul-coreana Descendants of the Sun. Essa paixão motivou a escrita de “Um dorama para chamar de meu”, sua primeira história inspirada no universo das produções asiáticas.

Ao comprar pelo link acima você apoia o blog Elfo Livre.

Veja também:

0 comentários