Soojin anuncia que provará sua inocência, custe o que custar

by - 20 março

Soojin anuncia que provará sua inocência, custe o que custar

Nas últimas semanas vivenciamos uma onda de acusações de bullying contra artistas do k-pop: alguns reais, outros falsos ou exagerados. Dentre os casos, destaca-se o de Soojin, integrante do (G)I-DLE, que afirma em carta compartilhada recentemente pelo aplicativo U CUBE que lutará judicialmente para provar sua inocência, custe o que custar.

Soojin foi uma das artistas acusadas no movimento "anti-bullying" que surgiu entre os internautas sul-coreanos. A denunciante alega que a cantora, na época de escola, havia forçado sua irmã mais nova a estapear suas próprias amigas, além de que Soojin também roubava dinheiro delas. A estrela de 22 anos negou as acusações, revelando ter chegado sim a discutir por telefone com a vítima em questão, e que elas acabaram se afastando após isso, mas que nunca havia praticado bullying com ela.

Soojin revela, ainda, que ela não era uma estudante exemplar, pois fumava e usava roupas inadequadas para o ambiente escolar — o que, em suas próprias palavras, pode ter sido a semente para todo esse incidente. Desde então ela está afastada do (G)I-DLE, mas sua agência está dando total apoio para recolher provas que serão levadas ao tribunal a fim de comprovar sua inocência. 

Em uma longa carta divulgada nesta sexta-feira, 19 de março, Soojin comenta sobre todas as acusações. Em um dos trechos finais, ressalta que seus relatos são verdadeiros e que tudo será julgado perante a lei e, se de fato ela tiver feito algo de errado, assumirá a responsabilidade por seus atos e deixará sua posição como integrante do (G)I-DLE, mas que a verdade é que ela é inocente:

Em vez de apelar para as emoções das pessoas, fiz o meu melhor para escrever os fatos racionais e claros sem distorção. O fato de ter demorado tanto para fazer uma declaração não significa que eu seja culpado. Eu precisava de tempo para esclarecer os detalhes, porque sabia que uma palavra minha teria um grande impacto nas outras pessoas.

[...]

Estaremos coletando evidências e entrando com ações legais contra todos aqueles que inventaram falsos rumores e essas pessoas serão julgadas pela lei. Se descoberto que fiz algo errado, é claro que aceitarei a punição aplicada e deixarei o grupo. No entanto, a verdade sobre o que eu não fiz virá à tona.
Pouco após a publicação da carta de Soojin a empresa que gerencia a artista, Cube Entertainment, revelou que apresentou "queixas criminais contra os propagadores de falsos rumores e comentaristas maliciosos, incluindo o primeiro acusador, na Delegacia de Gangnam", e que todas as acusações estão agora passando por uma investigação rigorosa.

O texto continua: "Também estaremos entrando com ações cíveis sem leniência, a fim de fazer com que essas pessoas se responsabilizem pelos danos que infligiram. Pretendemos continuar a tomar medidas legais vigorosas contra a disseminação de falsos rumores e ataques pessoais com intenções maliciosas."

É previsto que o processo ainda dure algum tempo. Enquanto isso, Soojin segue afastada das atividades do (G)I-DLE e lida com impactos dos rumores em sua carreira como modelo, após seus anúncios para a marca de cosméticos Peripera terem sido removidos. Torcemos para que a justiça seja feita. 

Veja também:

0 comentários