Mr. Queen é removido das plataformas coreanas após polêmica

by - 27 março

Mr. Queen é removido das plataformas coreanas após polêmica

O drama histórico Mr. Queen, exibido entre dezembro de 2020 e fevereiro de 2021 na televisão coreana, teve todo seu conteúdo removido das plataformas digitais da Coreia do Sul após polêmicas recentes de que seu enredo é desrespeitoso com a história do país. 

O roteirista de Mr. Queen, Park Kye Ok, é o mesmo por trás de Joseon Exorcist, que foi recentemente cancelado após a exibição de apenas dois episódios por não ser fiel à história da Coreia do Sul e utilizar elementos chineses em sua trama, ainda que em meio a uma intensa disputa diplomática entre os dois países. 

O problema dos cidadãos coreanos com Mr. Queen começa pela origem da história: o k-drama é inspirada em uma novela chinesa, Go Go Princess, cujo roteiro foi escrito por alguém que fez comentários anti-coreanos no passado, segundo informa esse artigo. A equipe da edição coreana nega que tinha conhecimento sobre as palavras do autor do roteiro original. 

Enquanto o drama era exibido, foi notado uma linha que causou grande alvoroço, na qual os avais de Joseon eram descritos como "meramente jirashi", palavra que pode ser traduzida como tabloides, revistas de fofoca, coisa sem credibilidade. No entendo, os anais de Joseon são grandes registros da dinastia, reconhecidos inclusive pela UNESCO. Após desculpas do roteirista coreano, o drama seguiu em frente com sua exibição. 

Um mês se passou desde o fim da exibição de Mr. Queen, mas as polêmicas ressurgiram com força na internet coreana após o cancelamento de Joseon Exorcist. Até o mesmo o drama Snowdrop, previsto para estrear em junho na JTBC, se tornou alvo de críticas neste momento em que a nação coreana protesta contra relatos, ainda que fictícios, que possam desrespeitar a história da Coreia do Sul.

A atriz protagonista de Mr. QueenShin Hyesun, também está sofrendo devido as polêmicas. Conhecida e aclamada por projetos como The Hymn of Death (2018) e Angel's Last Mission: Love (2019), a atriz perdeu patrocínios devido às controvérsias recentes de Mr. Queen.

Todo o conteúdo oficial de Mr. Queen foi removido das plataformas oficiais coreanas pela CJ ENM. Inclui-se canais oficiais de sua emissora de original, tvN, tal como sua conta no YouTube, além das plataformas Naver e TVing, que também removeram o k-drama de sua plataforma. Mr. Queen ainda segue disponível no Viki, streaming de alcance internacional, mas não se sabe se o projeto continuará por lá por muito tempo, conforme os protestos ganham cada vez mais força na Coreia do Sul.

Leia também:

Veja também:

3 comentários