Isso que a gente chama de amor, um livro para fãs de k-dramas

by - 26 julho

Isso que a gente chama de amor, um livro para fãs de k-dramas

Os livros de Maurene Goo finalmente estão chegando às livrarias brasileiras: depois da Editora Seguinte publicar Um Lugar Só Nosso por aqui, chegou a vez de Isso que a gente chama de amor ganhar sua versão brasileira pela casa editorial, com tradução de Lígia Azevedo. A trama romântica pode ser apreciado por diversos tipos de leitores de YA, mas aqueles com um pé no universo dos k-dramas sentirão a mágica dessa obra de forma ainda mais intensa.

O livro parte da premissa de que "Desi nunca se deu bem no amor — até decidir transformar a própria vida em uma novela coreana". A protagonista é uma jovem coreana-americana que se dá muito bem nos estudos mas, quando se trata de garotos, vive dando bolas foras, o que ela chama de crails: junção das palavras crush e fails.

Mesmo assim, ela não desiste do romance: sua mãe não está mais entre nós, mas Desi se lembra muito bem de como foi lindo o amor entre ela e seu pai, com quem mantém uma boa relação até hoje. Seu pai, o senhor Lee, é um fanático por novelas coreanas e, até então, Desi não havia dado muita importância para elas, mas ao se deixar maratonar algumas dessas séries chamadas "k-dramas" com ele, percebe que há uma fórmula romântica que é seguida fielmente pelos roteiros. E se tem algo do qual Desi entende, é de fórmulas que estamos falando.

Isso que a gente chama de amor, um livro para fãs de k-dramas

É assim que a jovem tem a brilhante ideia de criar o manual "Passos do K-Drama para o Amor Verdadeiro", uma lista de 24 itens que guiam os personagens das novelas coreanos ao felizes para sempre — e ao qual Desi, como um experimento científico, decide aplicar em sua vida real para conquistar Luca, um cara que acabou de ser transferido para sua escola e já mexeu com seu coração.

A partir deste ponto, cada capítulo de Isso que a gente chama de amor passa a ter os nomes de um dos passos dessa lista maluca de Desi, enquanto acompanhamos a luta da personagem para seguir o tutorial à risca e, ao mesmo tempo, sua percepção de que o amor não é tão matemático assim, mas que a vida real pode ser ainda mais dramática que uma novela coreana.

Quanto as referências, não passam despercebidas citações a Descendants of the Sun, Kill Me Heal Me, Princess Prosecutor e Flower Boys Ramyun Shop, mas algumas produções americanas também entram em cena, como Crepúsculo, Os Miseráveis, Legalmente Loira e até mesmo Star Trek, em uma pluralidade de universos pops, nerds e geeks que abraçam todos os leitores através do romance. 

Isso que a gente chama de amor, um livro para fãs de k-dramas

Isso que a gente chama de amor mergulha de cabeça no rom-com e serve uma série de situações inusitadas e extremamente divertidas, dignas de cenas de k-dramas, mas que fãs de produções ocidentais também poderão apreciar, como a própria autora comparou à série Eu Nunca... (Never Have I Ever), da Netflix, durante seu recente bate-papo na FLIPOP 2021. Sabe aquelas cenas aleatórias em que alguém é atropelado do nada? É tipo isso. Aleatório? Talvez. Hilário? Com certeza! 

E, falando em Netflix, já foi confirmado que Isso que a gente chama de amor ganhará sua adaptação em filme pela plataforma de streaming. O ator Lee Byunghun, de 51 anos, já está confirmado para produzir e estrelar o longa-metragem, no papel do pai de Desi. O restante do elenco ainda não foi divulgado, mas sabe-se que a chinesa Yulin Kuang, que trabalhou com a Netflix recentemente para a série infantil Dude, o Cãopanheiro (2020), assinará o roteiro do projeto sem previsão de lançamento.

Enquanto o filme não é lançado, vale a pena conferir esse livro incrivelmente romântico, especialmente divertido e com um toque para lá de nerd com suas referências que caíram como uma luva — e, de tão boas, ganharam até um espaço em O Guia Definitivo de K-Dramas para Iniciantes, um projeto assinado por Maurene Goo e a equipe do site Drama Beans que, ao final do livro, traz uma extensa dicas de recomendações para quem quer se aventuras pelas novelas coreanas, mas não sabe por onde começar. 

Isso que a gente chama de amor, um livro para fãs de k-dramas

Ao adquirir o livro pelo link acima você ajuda o Elfo Livre a se manter no ar 

Veja também:

0 comentários